Família Civita deixa o comando do Grupo Abril

Em grave crise financeira, o Grupo Abril anunciou na tarde dessa quinta-feira (19) que Marcos Haaland, sócio da consultoria especializada em reestruturação financeira Alvarez & Marsal, assumirá a presidência da companhia. Em comunicado interno, a Abril afirmou que a mudança faz parte de uma “nova fase de seu processo de reestruturação operacional”.

Giancarlo Civita, da família fundadora do grupo que publica a revista “Veja”, ficará como membro permanente do conselho editorial, ao lado de Victor Civita Neto. Ele havia assumido a presidência executiva em março deste ano. “A família continua no controle da empresa com sua posição acionária inalterada”, afirma e-mail enviado aos funcionários do grupo.

O comunicado diz ainda que Haaland “já atuou em projetos de renegociação de dívidas e melhoria de desempenho para empresas dos setores indústria, químico, entre outros”.

No mês passado, o grupo mudou a sede da empresa do bairro Pinheiros, em São Paulo, para um edifício menor, no Morumbi.

O Estado apurou que a consultoria assumiu a gestão da empresa nesta quinta-feira, 19. A partir de amanhã a família Civita já não estará à frente dos negócios. A Alvarez & Marsal vai montar uma equipe para iniciar os trabalhos e desenhar o plano de reestruturação da editora.

Procurada, a consultoria Alvarez & Marsal confirmou que assumiu a gestão do grupo para “dar continuidade ao processo de reestruturação operacional da companhia”. A assessoria da Grupo Abril não retornou os pedidos de entrevista da reportagem.

Em relatório da PriceWaterhouseCooper’s, a auditoria chama atenção para os consecutivos prejuízos apurados pelo grupo. Em 2017, foram R$ 331 milhões; e em 2016, R$ 137 milhões. O patrimônio está negativo em R$ 715 milhões.

Fonte: Notícias ao Minuto