FAS suspende edital que buscava atrações culturais para lives

Foto: Divulgação/Semcom

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) suspendeu temporariamente o edital de credenciamento de atrações, divulgado nesta semana. A proposta era apoiar classes afetadas economicamente com a pandemia do novo coronavírus, como professores de yoga, contadores de história, músicos, entre outros.

“Diante de algumas manifestações de artistas locais, resolvemos suspender temporariamente o edital. Vamos iniciar um diálogo com a classe para adequar o edital e, de alguma forma, encontrar uma solução para fortalecer o setor em Manaus. A Feira da FAS é feita de forma social e colaborativa, sem fins lucrativos. Tem a missão de apoiar a Economia Criativa e a cena artística da cidade. Não possui recursos próprios. Então, acreditamos que podemos unir forças com a classe para encontrar a melhor proposta”, informou a coordenadora da Feira da FAS, Paula Gabriel.

O edital foi aberto para receber as inscrições e era mais direcionado para o público não profissional de várias classes. Os interessados podiam propor performances como músicas, contação de histórias, atividades para o público infantil, aulas de yoga, bate-papos sobre temas relevantes, entre outras modalidades que seriam apresentadas em lives no Instagram da Feira. Seria uma plataforma para realização de atividades online nesse período de recomendação de isolamento social, enquanto a Feira da FAS de forma presencial não pode acontecer.

A programação da Feira da FAS começa com uma atividade zen e de bem-estar, segue com ações para crianças e, em seguida, com atrações artísticas. A ideia das lives no Instagram era seguir com essa mesma lógica. Pois, a Feira está temporariamente suspensa por conta das recomendações de prevenção ao coronavírus.

“Ainda não temos data para o retorno desse edital. Mas, ressaltamos que a FAS também está com um edital aberto para inscrição de atividades na Virada Sustentável Manaus, prevista para o fim do ano. Então, as pessoas que pensaram em participar desse edital da Feira pode inscrever sua proposta na Virada. Desde 2015, a Virada incentiva a cena cultural local, inclusive com pagamento de recursos através da Lei Rouanet”, disse Paula.

Com informações da assessoria