Federação PSDB e Cidadania oficializa candidatura de Arthur Neto ao Senado e Amazonino ao Governo (ver vídeo)

O evento reuniu centenas de pessoas na quadra da escola de Samba Sem Compromisso, na zona norte de Manaus.

A Federação PSDB/Cidadania oficializou neste sábado (30), a candidatura de Arthur Neto (PSDB) para o Senado e Amazonino Mendes (Cidadania) para o Governo do Amazonas, em um evento que reuniu centenas de pessoas na quadra da escola de Samba Sem Compromisso, na zona norte de Manaus. (veja live no final da matéria)

O candidato a Senado, Arthur Virgílio Neto, aclamado pelo público presente no evento, afirmou em sua fala que os candidatos da coligação não possuem nenhuma relação à omissão dos projetos para população amazonense em Brasília, exatamente como ocorreu com a aprovação de decreto que pretendia tributar sobre os produtos da Zona Franca de Manaus.

Arthur também enfatizou ao grande corpo político da federação, que se formou assumindo um compromisso, que é trazer respeito ao Estado do Amazonas e à Zona Franca de Manaus.

“Querem acabar com a Zona Franca de Manaus, e eu não vou deixar, estando lá. Não vai passar nem com decreto, nem com lei, nem com caminhão e nem com carroça. Porque terão de novo um senador que não se cala demais, pois respeita o povo”.

Arthur também aproveitou seu momento de fala para alfinetar seu adversário ao Senado, Omar Aziz, alegando que não necessita de um mandato para manter o foro privilegiado.

“Não sou candidato para ter imunidade e não ir pra cadeia. Eu fui pra cadeia quando eu enfrentei uma ditadura militar. E fui com honra e glória. Assim como não pulo mandatos, completei todos os meus mandatos do primeiro dia ao último. Não deixo a ambição me cegar.”

O candidato finalizou seu discurso dizendo que o Amazonas está fora do Senado, e que vai voltar e o nome da pessoa que vai assumir o mandato é Arthur, mas o verdadeiro nome é respeito ao Estado do Amazonas.

No evento também foi anunciado o candidato a vice-governador de Amazonino, Humberto Michiles, que afirmou em seu discurso que a ele não teria reconhecimento maior que o pedido de aliança com o candidato Amazonino Mendes.

Amazonino, em seu discurso, agradece a todos que saíram de suas casas espontaneamente ao evento. “Cada vez mais vocês ganham o coração do Negão. E agora vamos para uma eleição comandada pelo povo. Um povo que tentam e não conseguem comprar. Parabéns, meu povo. E é simples, vamos ganhar. Eles me chamam de velho, e é claro, estou velho. E eu não nego, eu já disse, repito, sou velho, mas não sou velhaco. Ele é jovem, mas quem não me garante que esse jovem não é velhaco? Eu tenho muitos projetos e você sabe que eu faço.”

Ele continua seu discurso segurando o cartão do Auxílio Estadual, dizendo que o que ele entregará ao povo do Amazonas valerá três vezes mais que este cartão e enfatizando a campanha a deputado federal do candidato Amon Mandel (Cidadania). “Quem criou esse sistema de distribuição de recursos ao povo do Amazonas foi o deputado Negão, foi o coração desse cara aqui. Isso não é algo novo. Agora temos uma pessoa aguerrida e forte junto com a gente. Um menino corajoso e não deixa passar nada. O prefeito está ficando doido porque está fazendo seu papel de vereador.”

E finaliza seu discurso disparando “É melhor só que mal acompanhado. E não vou me aproximar de político que quer se beneficiar de jeito algum. Porque vocês não irão me abandonar. Quero mais habitação, quero mais hospital, não vamos tratar o povo mal. Vamos dar comida ao povo, não esmola. Vocês conhecem o Negão. Eu penso na administração para o povo.”

acompanhe a cobertura do evento