Anúncio Advertisement

Festa no interior

Quem num gosta de um forrobodó, minha gente? Pois eu gosto e num é pouco não! Mas, tem uns caras que vivem me acusando por ai de ser o que povo chama de “desmancha prazeres” quando critico os prefeitos do interior do Amazonas que vivem fazendo festas e, principalmente, trazendo atrações nacionais a peso de ouro para os forrobodós em seus respectivos municípios.

Mas, como euzinha posso ficar calada meu povo, se há casos em que esses mesmos prefeitos que fazem festa a torto e a direito deixam de investir sequer o mínimo determinado pela Constituição em áreas essenciais como educação e saúde? Se o cara não tem dinheiro nem pra educação e nem pra saúde do povo como tem pra fazer festa com dinheiro público? Vê se tem lógica isso?

Ai ficam dizendo que o Radar está de perseguição pra cima deles! É muita cara de pau, né mesmo gente? O jeito é mandar óleo de peroba de presente! Tem município do interior que falta uma simples dipirona no hospital gente, mas tem show de cantor sertanejo a R$ 300 mil. Tem cidade do Amazonas que falta merenda escolar meu povo e que o telhado de certas escolas tem tanta goteira, que chove mas dentro do que fora, mas tem show de pagodeiro que custa de R$ 100 a R$ 250 mil.

Se os tais prefeitos querem ouvir sofrência é só ouvir as queixas do povo que vai se fartar de sofrência né mesmo gente? E plagiando determinado ditado, “tem algo de podre no reino da Dinamarca, vocês sabiam que determinados prefeitos do interior contratam as atrações nacionais mais caras para agradar donos de veículos de comunicações de Manaus que são proprietários ou têm relações comerciais com empresas de eventos e servem de agenciadores para esses artistas? Pois eu descobri isso anos atrás! Ou seja, os caras ganham dinheiro e o povo paga a conta, entendeu?

E quando certos artistas nacionais não estão sendo contratados pra fazer shows no sudeste e sul do País porque a coisa anda difícil por lá, tempos de crise e falta de grana, aí eles vêm pra cá pro interior do Amazonas onde dinheiro parece dar em árvore e num é pouco não. E, segundo dizem os caras que vem pro Amazonas: “Essa é a terra pra se ganhar dinheiro!”. Já ouviram isso? Pois eu já ouvi.

E, enquanto tem gente inescrupulosa ganhando dinheiro público pra fazer festa, meu povo tem pouco ou nada pra comemorar.