Festas clandestinas com mais de 500 pessoas são encerradas em sítios na zona Norte

Foto:Divulgação

Durante fiscalização, na noite de sábado (22), duas festas clandestinas foram encerras na zona norte da capital amazonense, pela Central Integrada de Fiscalização (CIF). A ação também percorreu bairros da zona centro-sul de Manaus e vistoriou outros 19 estabelecimentos. No total, as vistorias resultaram no fechamento de sete espaços.

As festas ocorriam em sítios no Ramal do Acará, no Viver Melhor e no Lago Azul, ambas na zona norte de Manaus. Com a chegada da fiscalização às localidades, diversas pessoas fugiram para áreas de mata, no entanto, inúmeras pessoas foram flagradas nos locais. Estima-se que as festas reuniram mais de 500 pessoas.

Segundo o delegado Daniel Antony, além de cumprir todo o cronograma repassado às equipes, a Central também apurou denúncias que surgiram durante as atividades de vistoria.

“Conseguimos fechar duas festas clandestinas. Em uma delas, inclusive, eles tiveram a audácia de postar nas redes sociais um placar, dizendo que havia tantas festas sem que a polícia aparecesse no local, um completo absurdo, uma falta de respeito com à sociedade”, disse o delegado.

Vistorias

Além das festas clandestinas, a CIF também encerrou as atividades de estabelecimentos comerciais, que não possuíam documentos necessários para funcionamento ou por ultrapassar o horário limite. Os locais que estavam cumprindo as medidas de prevenção receberam orientações das equipes da Central.

(*) Com informações da Secom