Festival de Ópera tem programação de oficinas e master classes

Como contrapartida do projeto do 21º Festival Amazonas de Ópera (FAO), serão realizadas oficinas para membros dos Corpos Artísticos do Estado, que também estarão abertas para estudantes e professores da área de música. A partir desta quarta-feira (16), o barítono cubano Homero Perez, destaque da ópera “Faust”, realiza um master class de canto. Já no dia 24 de maio, Giorgia Massetani fala sobre cenografia.

O diretor artístico adjunto do FAO, Marcelo de Jesus, explica que é essencial, como contrapartida, que artistas nacionais e internacionais estejam à disposição do aperfeiçoamento artístico local.

“Colocar um artista do nível de Homero Perez ao alcance de nossos solistas e do nosso Coral é extremamente importante para a arte. Eles dão outra visão sobre o fazer artístico e contribuem para o desenvolvimento dos cantores. Está aberto para quem tiver interesse, principalmente para os estudantes de canto. Não é preciso inscrição, apenas comparecer ao local”, informa o maestro.

O cubano Homero Perez interpretou o diabo Mefistófeles na ópera “Faust” e chamou atenção da plateia pela voz marcante e interpretação. Ele também está na ópera “Florencia en el Amazonas”, no papel de Rio Lobo. Com estreia nos palcos em 2003, em Santiago, Perez já passou por diversos papeis em obras de Wagner, Verdi e Charles Gounod. A oficina com o barítono acontece nesta quarta-feira, a partir das 15h, no Centro Cultural Palácio da Justiça (CCPJ), localizado na avenida Eduardo Ribeiro.

Na próxima quinta-feira, dia 24, será a vez da oficina de cenografia com a cenógrafa e pintora Giorgia Massetani, que acontecerá a partir das 14h, no Centro de Produção Técnica (CTP). Conforme o diretor artístico adjunto do FAO, estudantes e técnicos interessados em produção de ópera terão oportunidade de saber como foram concebidos os cenários do FAO.

Formada pela Academia di Belle Arti di Firenze, na Itália, Giorgia se especializou em Técnicas Plásticas para Cenografia Teatral e História de Espetáculos. A cenógrafa teve sua primeira participação no FAO em 2012 e já trabalhou em diversos eventos de ópera pelo mundo. “A Giorgia foi responsável por todos os cenários do FAO e poderá explicar com detalhes como funciona essa produção”, ressalta o maestro Marcelo de Jesus.

Ainda segundo o maestro, uma oficina de iluminação também está prevista para ocorrer na semana de estreia da última ópera do 21º FAO, a obra “Kawah Ijen – Vulcão Azul”. “A oficina será com Fábio Retti, um dos principais iluminadores associados à ópera no País, e também será uma ótima oportunidade. Ainda estamos organizando a data exata em que ela será realizada”.

Serviço

O quê: Masterclass de canto lírico com o barítono cubano Homero Perez.

Quando: Quarta-feira (16), a partir das 15h.

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça (CCPJ), Avenida Eduardo Ribeiro, 901

Entrada: Gratuita.