FGV anula 10 questões do concurso da Sefaz por irregularidades

Provas contaram com conteúdo não previsto no edital

sefaz

Foto: Divulgação/ Sefaz

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) comunicou nessa segunda-feira (9) a anulação de 10 questões da prova objetiva do concurso da Secretaria de Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM) para o cargo de Auditor de Finanças e Controle do Tesouro Estadual, que foi realizado no último final de semana (7 e 8). A motivação para a anulação ocorreu após a prova cobrar um assunto que não estava no edital divulgado pela banca organizadora.

Segundo o edital, as provas deveriam cobrar assuntos ligados à Administração Pública, mas ao invés disso, as questões eram ligadas a Raciocínio Lógico, que não estava no edital, e por conta disso resultaram na anulação das questões de 11 a 20 da prova I. Com a anulação, a pontuação relativa será dada para os candidatos afetados.

Para esta terça-feira (10), é esperada a divulgação do gabarito preliminar, bem como o calendário para os recursos contra as questões da prova. Chamou a atenção a alta abstenção do concurso, com 40.638 faltosos. Para ser aprovado na prova objetiva, o candidato precisa ter no mínimo 40% dos pontos em cada módulo, e, pelo menos, 50% dos pontos do total do exame.

No último  sábado (7), foi realizada a prova para candidatos de nível médio, onde 20.872 mil candidatos não realizaram as provas.  Já no domingo (8), as provas relativas para os cargos de nível superior contaram com 9.691 faltas somente no período da manhã, além de 10.075 na segunda etapa, pela parte da tarde.

O concurso da Sefaz-AM divulgou 210 vagas para início imediato, além de cadastro de reserva, com vagas para nível médio e superior. O concurso tem validade de dois anos, sendo prorrogável por mais dois para as convocações.