FIEAM anuncia criação da coordenadoria de Recursos Minerais

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, anunciou nessa quinta-feira (8), em reunião de diretoria, a criação de mais uma coordenadoria operacional da instituição, a de Recursos Minerais, com o objetivo de incentivar outras formas de desenvolvimento econômico para a região, além de congregar as empresas do setor mineral para uso sustentável das jazidas minerais do Amazonas. A reunião contou com a participação do secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), João Orestes Schneider Santos.

Como diretores adjuntos da FIEAM vinculados a essa 13ª Coordenadoria Operacional, Silva anunciou os nomes de Renato Bonadiman, representante da DD&L Advogados Associados, como coordenador, e Newton Viguetti Filho, da Mineração Taboca AS, como subcoordenador. Os demais cargos foram preenchidos por empresários do setor mineral no Estado.

“Frente à crise que atravessa o país, cujas graves consequências foram potencializadas aqui no Amazonas pela dependência da Zona Franca de Manaus, entende-se ser urgentíssimo incentivar alternativas econômicas para o nosso Estado, atuando em conjunto com as entidades coirmãs e o poder público para alavancar o desenvolvimento do Amazonas”, disse Antonio Silva.

Com desempenho em ações importantes voltadas para a diversificação das oportunidades de crescimento econômico, Silva destacou o potencial da mineração na Amazônia, razão pela qual iniciará o trabalho conjunto para tratar o assunto com responsabilidade e eficiência.

“O mundo todo volta os olhos para a nossa Amazônia esperando que trabalhemos com sustentabilidade as potencialidades naturais que nos são oferecidas. É imperioso desmistificar a tese de que a exploração mineral é o vetor de desmatamento e de outras mazelas ambientais. Por isso, iniciaremos um esforço conjunto para tratarmos dessas questões específicas da mineração”, ressaltou o presidente da FIEAM.

A iniciativa da Federação, como parceira do Governo do Estado, foi recebida com entusiasmo pelo titular da Seplancti. O secretário João Santos ressaltou a necessidade do trabalho em sintonia com a Subsecretaria de Mineração que está sendo organizada pela Seplancti para atender o setor mineral.

“Dedicamos o tempo inicial dessa gestão na Seplancti para reorganizar a secretaria e introduzir no Estado esse novo setor exclusivamente de mineração”, disse Santos, salientando que a proposta de uma nova estrutura da Secretaria ainda aguarda a aprovação oficial do governo.

Se aprovada, a Subsecretaria de Mineração irá se juntar a outras três secretarias adjuntas, a de Ciência, Tecnologia e Inovação; a de Planejamento e a de Desenvolvimento.

À frente da Seplancti desde o início de 2018, o secretário apresentou na reunião de diretoria da FIEAM o resumo de suas atividades e projetos na gestão, que tem como principal foco o desenvolvimento de recursos naturais que, segundo ele, precisam ser inseridos nas atividades econômicas do Estado.

“Podemos aproveitar os recursos minerais com reservas medidas (gás, petróleo, nióbio, titânio, estanho, potássio, alumínio e caulim), e dinamizar a economia do interior do Estado”, disse João Santos.

Fonte: assessoria de comunicação da Fieam