Filho de Renato Russo presta depoimento à polícia no Rio

AgNews

Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, vocalista da banda Legião Urbana que morreu em 1996, prestou depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro, que realiza a Operação Tempo Perdido, nome dado em referência uma das canções do cantor.

Na quarta-feira (9), policiais apreenderam em uma gravadora, localizada na Zona Norte da capital fluminense, versões e até uma música inédita de Renato Russo. A ação é um desdobramento da ‘Operação Será?’. Ao todo, foram encontrados 91 arquivos de áudio.

O acervo está catalogado pelo produtor musical Marcelo Fróes. Ele havia sido contratado pelo pai de Renato Russo em 2000 para fazer um inventário de todo o material produzido pelo cantor.  De acordo com os investigadores,  o resultado nunca foi apresentado para a família e teria sido entregue para a EMI Music.

A Operação Tempo Perdido é coordenada por um agente da Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM). O objetivo é localizar e entregar ao legítimo proprietário material inédito.

Giuliano Manfredini, que tem os direitos autorais de parte da obra do pai, foi quem fez a denúncia porque o material estava foram de seu domínio. A investigação do caso começou em 2018.