Filho de vereador de Coari acusado de andar armado aprontando pela cidade é pivô de briga entre vereador e comandante da PM

Passarão montagem

O comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar em Coari, major Renildo Lamongi Moura, segundo informações que chegaram ao Radar estaria sendo acusado pelo vereador do município Rocivaldo Coutinho dos Santos, conhecido politicamente por “Passarão”, de ter invadido sua casa sem mandado e agido com truculência até mesmo com sua esposa. O Radar constatou que o vereador está em Manaus, e veio acompanhado de colegas parlamentares, para fazer a denúncia junto à Corregedoria Geral da Polícia Militar.

O pivô da desavença entre o vereador Passarão e o major Lamongi seria um dos filhos do parlamentar que aparece em fotos enviadas ao Radar posando de arma em punho ou consumindo bebida alcóolica com o revólver na cintura. O rapaz teria aprontado mais uma das suas pela cidade e o comandante da PM teria ido decido ir pessoalmente prendê-lo. “E o vereador reclama que, sem mandado, o major invadiu sua casa e saiu quebrando tudo”, conta a fonte do Radar

O major Renildo Lamongi tem uma extensa lista de problemas na Justiça. No site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) constam seis processos, desde abuso de poder e lesão corporal até homicídio que teria acontecido em 2003, segundo denúncia feita pelo Ministério Público do Estado (MPE) no dia 05 de agosto de 2005.

Mas, por outro lado, as informações sobre o filho do vereador também não são as melhores. Dizem que o rapaz anda armada pela cidade, é metido a briguento, fica bêbado e puxa confusão. “Ele já andou dando tiro por aqui”, diz leitor do Radar.

Após várias ligações telefônicas, durante toda esta quinta-feira (8), sem conseguir contato com as assessorias de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado e Polícia Militar, o Radar conseguiu comunicação apenas com a assessoria de imprensa do Ronda no Bairro, jornalista Hélida Tavares, que ficou desde a manhã de hoje de enviar informações sobre a provável denúncia feita pelo vereador Passarão contra o major Lamongi na Corregedoria Geral de Polícia, assim como a versão do major PM sobre os fatos, mas até o fechamento dessa matéria nenhuma resposta foi dada. (Any Margareth)

Passarão3

Passarão1