Filipinas: sobe para 29 o número de mortos em queda de avião militar

Sobe para 29 o número de mortos em queda de avião militar nas Filipinas HANDOUT / JOINT TASK FORCE-SULU / AFP /04.07.2021

Sobe para 29 o número de mortos em queda de avião militar nas Filipinas
HANDOUT / JOINT TASK FORCE-SULU / AFP /04.07.2021

Subiu para 29 o número de mortos na queda de um avião militar neste domingo (4) nas Filipinas. Outras 50 pessoas estão feridas. Na aeronave estavam 92 pessoas a bordo, sendo que 85 seriam passageiros, 5 tripulantes e 2 pilotos.

De acordo com a agência AFP, o acidente aconteceu perto de uma pedreira quando um avião Hércules C-130, de quatro propulsores, tentou aterrisar na ilha de Joló, província de Sulu, e pegou fogo. Uma extensa coluna de fumaça preta foi avistada na região, que é pouco povoada.

“Enquanto transportava nossas tropas de Cagayan de Oro, saiu da pista de aterrissagem, tentando recuperar a potência, mas não conseguiu. Os socorristas estão no local, estamos rezando para que possam salvar mais vidas”, disse o general Cirilito Sobejana em entrevista.

Ainda segundo a agência AFP, muitos dos passageiros do avião tinham terminado recentemente a graduação básica militar e estavam sendo levados para uma força-tarefa conjunta que luta contra grupos armados de maioria muçulmana.

Alguns soldados foram vistos saltando do avião antes do impacto em terra e do incêndio, segundo o general William Gonzales. “É um dia triste, mas temos que manter a esperança”, disse o comandante em comunicado.

Este já é considerado um dos acidentes mais mortíferos da aviação militar da história do país. Dezessete pessoas estão ainda desaparecidas.

As causas do acidente serão investigadas, afirmou o tenente-coronel Maynard Mariano, porta-voz da Força Aérea: “Agora estamos dedicados às tarefas de resgate”.

Aeronaves

Os aviões C-130 são utilizados para transportar militares e suprimentos e também para prestar ajuda humanitária em casos de desastres.

O senador Richard Gordon afirmou que este é o quarto acidente com avião militar neste ano com mortes: “Estamos comprando aviões defeituosos com o dinheiro do povo?”, questionou no Twitter.

No mês passado, um helicóptero Black Hawk caiu durante um voo noturno de treinamento, provocando a morte de seis pessoas.