Flavio Bolsonaro leva “rachada” constrangedora de Eduardo Braga (ver vídeo)

Como eu num resisto a um trocadilho, o filho 01 do presidente Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro perdeu a chance de ficar calado e não levar uma “rachadinha” pelas ventas. Visivelmente irritado por causa da instalação da CPI da Covid no Senado Federal, Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), durante sessão para instalação da comissão distribuiu críticas pra tudo que é lado, a começar pelo líder do MDB senador Eduardo Braga.

Flavio Bolsonaro disse que esperava ser “consultado” sobre os nomes que Braga indicaria para compor a CPI e ameaçou até fazer seu partido deixar o bloco partidário formado pela sua sigla, o Republicanos e pelo MDB de Eduardo Braga. “Em função deste desprestígio eu vou conversar com o líder do meu partido, o Republicanos e vamos discutir a saída do bloco ligado ao MDB”.

Braga lembrou que é a secretaria geral da Mesa quem definiu o número de membros da CPI, por bloco e por divisão intrapartidária, e a partir desta definição ficou para o MDB por ter a maior bancada do Senado Federal ter direito a dois titulares e um suplente na comissão. “Cessão de vaga não é uma decisão unilateral do líder, senador Flavio, mas uma decisão colegiada do partido e da bancada. No caso desta CPI, o MDB não cedeu (vaga) porque seus membros não queriam ceder, queriam participar”, explicou Braga.

Mas a pior “rachada”, a mais constrangedora que Flavio Bolsonaro levou do senador amazonense Eduardo Braga foi criticar a instalação da CPI da Covid apelando para o distanciamento social e até para a possibilidade da morte de senadores, assessores e funcionários da Casa Legislativa por causa de uma possível infecção por Covid-19 durante as reuniões presenciais da CPI – mas num era só uma gripezinha meu povo?

Bom lembrar que, a exemplo de seu pai presidente Messias Bolsonaro, Flavio Bolsonaro sempre foi um crítico do distanciamento social e das demais medidas sanitárias de prevenção à Covid-19. “Quero parabenizar Vossa Excelência que está usando máscara no dia de hoje. Vossa Excelência está diante de um álcool em gel. Quero parabenizar Vossa Excelência porque domingo o ex-ministro da Saúde do Governo estava desfilando no shopping da minha cidade lamentavelmente sem máscara dando um péssimo exemplo ao povo amazonense”, disse Braga, mostrando a mudança de posicionamento do filho do presidente sobre as medidas de prevenção à pandemia quando é conveniente.