Flutuantes são interditados após serem flagrados com aglomeração

Foto: reprodução

Oito flutuantes localizados na região do Rio Tarumã-Açu, zona Oeste de Manaus, foram fiscalizados neste final de semana, pela Central Integrada de Fiscalização (CIF). Somente dois foram interditados e um recebeu notificação por descumprirem o distanciamento social e não possuir licença sanitária para funcionar.

Durante o sábado (10), as equipes vistoriaram quatro estabelecimentos. Entre eles, os flutuantes Sun Paradise e Flutuante Sedutor, que receberam orientações sobre à licença sanitária e conduta de prevenção.

No domingo (11) o flutuante Pérola Negra foi autuado e o Anaconda foi interditado por diversas irregularidades como funcionar além do horário, aglomeração, e não possuir licença sanitária. Além disso, os agentes identificaram precariedade na estrutura do estabelecimento.

O inspetor de saúde da Fundação de Vigilância Saúde (FVS), Roger Pacheco, contou que, devido à quarentena, as pessoas sentem a necessidade de sair com os seus familiares e voltar a vida normal, mas esse é um ato que representa perigo.

“O decreto não garante que você não vai pegar o vírus, as pessoas não compreendem essa parte. A responsabilidade também é da população. Os órgãos não conseguem estar em todos os lugares ao mesmo tempo para verificar o excesso de pessoas, todo mundo precisa fazer a sua parte”, ressaltou Roger.