Força-tarefa foi montada para atuar em local de incêndio no Educandos

Uma força-tarefa da Prefeitura de Manaus, integrada por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Defesa Civil Municipal, Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) e Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), atuou no sábado (30), na prestação de assistência às famílias vítimas de um incêndio, na rua e beco José Inocêncio de Araújo, no bairro Educandos, zona Sul. A área do sinistro é próxima do incêndio ocorrido no último mês de dezembro no mesmo bairro.

A força-tarefa foi deslocada para o local sob o comando do prefeito Arthur Virgílio Neto, que determinou todos os esforços para o apoio às famílias da área.

A Defesa Civil Municipal chegou ao local imediatamente após o acionamento do Corpo de Bombeiros. O efetivo do órgão municipal identificou duas residências atingidas, cujas famílias foram também identificadas pela Semasc. Após o término do trabalho de rescaldo do Corpo de Bombeiros, a equipe de engenheiros da Defesa Civil irá adentrar nas residências próximas às estruturas que pegaram fogo para averiguar se houve ou não o comprometimento de suas estruturas. Já está agendada para este domingo (31) uma vistoria técnica no local.

“Em uma ação integrada das secretarias, buscamos no primeiro momento, conforme determinou o prefeito Arthur Virgílio Neto, atender as famílias, e agora estamos fazendo a vistoria para verificar os riscos das casas mais próximas. Amanhã (domingo), este trabalho será mais detalhado”, explicou o secretário da Defesa Civil, Cláudio Belém.

Auxílio

A diretora de Proteção Social Especial da Semasc, Mirella Lauschner, explicou o trabalho do órgão no ocorrido.

“Fomos acionados pela Defesa Civil Municipal que, ao chegar ao local, pediu o apoio da Semasc para o cadastro do auxílio aluguel, tendo em vista que as famílias perderam tudo. Já acionamos a Casa Militar para alinharmos um primeiro auxílio com cestas básicas, roupas, calçados e colchões. Foram cinco famílias vítimas, sendo que uma já havia sido vítima do incêndio no dia 17 de dezembro”, disse Mirella.

Trânsito

Dez agentes do Manaustrans atuaram na interdição de vias e desvios do trânsito no entorno da área atingida pelo incêndio. Para facilitar o acesso das viaturas do Corpo de Bombeiros e garantir a segurança na circulação dos moradores, foi necessária a interdição da rua Inocêncio Araújo, no trecho próximo à avenida Manoel Urbano. O contrafluxo de veículos está sendo realizado na rua Amâncio de Miranda.