Fracassados nas eleições, ex-vereadores ganham cargos na Prefeitura de Manaus

Após o fracasso nas eleições municipais em 2020, pelo menos quatro ex-vereadores de Manaus – três que disputavam a reeleição – foram agraciados com cargos comissionados na Prefeitura de Manaus.

Na quarta-feira (20), o prefeito de Manaus, David Almeida, nomeou os ex-vereadores Fabricio Lima, Elias Emanuel, Reizo Castelo Branco e Carlos Portta, para cargos de direção na Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e na Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). (Veja as nomeações no final do texto)

As nomeações foram tornadas públicas no Diário Oficial do Município (DOM) de quarta-feira, publicado nas primeiras horas desta quinta-feira (21), e geraram revolta nas redes sociais. Isto porque ficou parecendo que David Almeida ignorou a vontade popular já que o povo não reelegeu os então vereadores Elias Emanuel, Reizo Castelo Branco e Carlos Portta, e da mesma forma não deu um novo mandato ao ex-vereador e ex-secretário de Esportes, Fabrício Lima, e deu jeito dele não ficarem sem salários pagos pelos cofres públicos, abrigando-os na Prefeitura de Manaus.

Fabrício Lima, conhecido por ações referentes ao Esporte (o jiujitsu, especialmente), é o novo Diretor de Área de Políticas Setoriais na Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), com salário de R$ 8 mil mensais.

Os demais trabalharão (ou pelo menos para isso que serão pagos) com os eventos da Prefeitura. Elias Emanuel é o novo diretor do Departamento de Grandes Eventos da Manauscult (entre eles o Passo a Paço que tantos artistas locais lutaram para que existisse); Reizo Castelo Branco virou diretor de Departamento de Difusão Cultural; e Carlos Portta – o menos prestigiado – é o novo Gerente do Café Teatro. Eles receberão salários que variam de R$ 8 mil a R$ 5 mil tendo em vista que os dados disponíveis no Portal da Transparência são referentes a 2019 e os valores foram atualizados em 2020, mas não estão disponíveis para consulta pública.

Nas redes sociais, as críticas não foram poucas e os internautas questionaram a expertise (competência ou grau de conhecimento) de Elias Emanuel para grande eventos, de Reizo Castelo Branco para fazer difusão cultural e da figura folclórica que ficou conhecida por andar com um porrete na mão, Carlos Portta para dirigir o Café Teatro – ele só tem o ensino médio segundo declaração ao TRE.

Acordos

Enquanto seu marido, o vice-governador e defensor público, Carlos Almeida, anda desaparecido a meses e pelo menos que se saiba não desenvolveu qualque ação pública em defesa do povo do Amazoans durante a pandemia, Tarciana Almeida também conseguiu um cargo na Prefeitura de Manaus.

Primeiramente, ela iria para o mesmo lugar que os vereradores, a Manauscult, como Diretora de Área, integrante do Conselho Municipal de Cultura, órgão vinculado aquela secretaria. Mas, estranhamente, na mesma edição do DOM, foi colocada no cargo de diretora na Casa Civil.