Funcionários “vestem” o Hemoam de luto para protestar contra despacho do governador que retirou do cargo diretor eleito

hemoam 3

Clique na imagem para ampliar

O prédio da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) amanheceu, nesta sexta-feira (26), com faixas pretas em sua fachada onde estão escritas frases de protesto como “Justiça, nossa eleição foi legítima!”, ou “Golpe e ditadura não se faz com a sociedade”. Nas grades que circundam o prédio do Hemoam tem ainda um banner imenso com a foto do diretor-presidente do órgão, Nelson Fraiji, e o seguinte texto: “Dr. Nelson Fraiji foi reeleito diretor-presidente do Hemomam. Um homem de história que construiu um patrimônio para a sociedade. É reconhecido por sua humildade, respeito, responsabilidade, ética, experiência e comprometimento com a coletividade, visando o bem de todos”.

Esse é mais um ato de protesto feito pelos servidores do Hemoam revoltados com o fato do governador José Melo – ler bom e humilde filho de seringueiro – impor o nome Lasmar Roberto para assumir o cargo de diretor-presidente da fundação, contrariando resultado da eleição realizada no dia 10 de outubro desse ano que reelegeu o atual diretor-presidente, Nelson Fraiji, para administrar o Hemoam por mais quatro anos. Os servidores não descartam até mesmo uma possível paralisação neste final de ano em repúdio ao ato do governador que eles consideram autoritário e antidemocrático.

hemoam 1

Clique na imagem para ampliar

hemoam 2

Clique na imagem para ampliar