Fundação Alfredo da Mata oferece testes rápidos para HIV/AIDS

A Fundação Alfredo da Mata (Fuam), localizada na avenida Codajás, na Cachoeirinha, zona Sul de Manaus, está oferecendo diversas atividades em alusão ao Dezembro Vermelho, que lembra o Dia Mundial de Combate a Aids, fixado em 1º de dezembro. A programação desta semana inclui a oferta de testes rápidos para Sífilis, Hepatites e HIV/Aids.

“Teremos nosso serviço normal, mas ampliamos, neste período, o número de profissionais do setor para atender a uma demanda que possa ser diferenciada”, explica a gerente de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), Natália Loureiro, já prevendo o aumento pela procura de testes para HIV/Aids e ISTs que normalmente acontece neste período, devido a intensificação das campanhas de prevenção.

Os testes podem ser realizados pela manhã, a partir das 6h, e à tarde, a partir das 12h, na Gerência de IST, sem necessidade de agendamento.

Encerrando a semana, na sexta-feira (6), acontecerá o segundo evento: a oficina “Sexo Mais Seguro – Pare, Pense e Use” que também será realizada no Auditório da Fuam, de 18h30 às 22h.

A oficina tem como público-alvo a população em geral, profissionais da saúde e interessados em conhecer mais sobre o tema, em especial sobre a prevenção às IST, HIV/Aids. Os temas que serão abordados são a prevenção combinada – que vai além dos preservativos já conhecidos – e, de forma lúdica e leve, a abordagem de temas que ainda podem ser considerados tabus, como a prática sexual, sempre sob o ponto de vista da prevenção e prática segura.

Para participar da oficina, os interessados devem entrar em contato com a secretaria da SBDST/AM, através dos telefones 99398-6369 ou 99984-8330. O investimento é de R$ 50 para profissionais da saúde, R$ 30 para estudantes e demais interessados e os associados da SBDST, em dia com a anuidade, estão isentos do valor.

Números

No ano de 2018 foram notificados no serviço, 3.975 casos, sendo que em 52,2% destes (2.076) tinham pelo menos uma Síndrome. Os diagnósticos de IST e outras infecções do trato genito-urinário foram classificados no total de 2.334 casos, e destes os mais evidentes foram as verrugas anogenitais (680, ou 29,1%), sífilis (542, ou 23,2%) e outras uretrites (327, ou 14%).

Já os casos de HIV registrados em 2018 na Fuam somaram 224, sendo 187 (83,5%) no sexo masculino e 37 (16,5%) no sexo feminino. A faixa etária mais frequente foi a de 20 a 24 anos (27,2%), seguida da faixa de 25 a 29 anos (21,9%) e 30 a 34 anos (18,3%).

(*) Com informações da Fuam