Futricas palacianas: por que Wilson Lima trocou Omar Aziz por Coronel Menezes

Foto: Reprodução

Bem que esse meu faro de repórter, misturado com instinto feminino, estavam me dizendo que era sintomático o fato dos bolsonaristas estarem tão silenciosos quanto a administração de Wilson Lima. Cadê os ataques nas redes sociais com esculachos tão terríveis que são até impublicáveis? E cadê as manifestações com pedido de impeachment do Wilson? Pelo visto tá tudo na mais santa paz, né gente! Pois o Radar de euzinha captou – pelo menos são o que dizem as futricas palacianas – que essa calmaria tem a ver com as eleições do ano que vem e, nesse primeiro momento, mais precisamente com a disputa para o Senado Federal.

O atual senador e pretenso candidato à reeleição, Omar Aziz (PSD), que mesmo sem participar formalmente do governo do Amazonas tem servido de interlocutor em Brasília e resolvido um monte de broncas do Wilson Lima teria, como se diz popularmente, levado pernada.

Wilson Lima teria visto vantagens políticas, econômicas, eleitorais e dizem até que vantagens vacinais – acabei de criar essa expressão, mas sei que os antenados leitores do Radar entenderam, né gente? – em se tornar best friend do clã de Messias Bolsonaro. Mas, acontece que o candidato a senador da trupe bolsonarista é o companheiro de farda do presidente, chamado por ele de cumpadre (sic proposital), o ex-superintendente da Suframa coronel Menezes (Patriotas).

Ai num preciso nem explicar o que aconteceu, né gente? Pernada no Omar e coronel Menezes acima de todos!

E como diz nossos irmãos caboclos lá do interior do Amazonas, vamos continuar “espiando” que, se continuar tudo desse jeito, no maior só love entre os bolsonaristas e o governo de Wilson Lima, é sinônimo de que estarão tudo junto e embolado no ano que vem. Eleição acima de tudo!