Galeria Espírito Santo completa seis anos de funcionamento

Foto: Divulgação

A Galeria Espírito Santo, na rua Joaquim Sarmento, no Centro, cmpleta neste sábado (1), seis anos de atividades.  O centro de compras faz parte do projeto “Viva Centro Galerias Populares”, iniciado em 2014 pelo prefeito Arthur Virgílio Neto.

O objetivo do projeto  foi promover o ordenamento e requalificação do Centro Histórico da cidade e dar mais dignidade a 2.082 camelôs cadastrados pela Prefeitura de Manaus e que atuavam naquela área.

Depois de 17 anos nas calçadas do Centro, Izabel Martins veio para a Galeria Espírito Santo em 2014. Apesar do medo do desconhecido, a agora microempreendedora ressalta que se sente muito bem.

“Na rua, a gente não podia nem tirar o dinheiro da bolsa que corria o risco de ser assaltado. Tanto nós quanto os clientes. E eu sempre trabalhei pensando que um dia ia ter um espaço pra chamar de meu. E aqui estou eu. Na minha loja. Eu gosto de trabalhar aqui. A gente só precisa perseverar e trabalhar cada dia mais, porque aqui já deu certo. A galeria já deu certo!”, enfatizou a microempreendedora.

Mesmo enfrentando a crise econômica que afetou o país desde 2016 e agora a pandemia provocada pela Covid-19, quando a Galeria Espírito Santo fechou  as portas por mais de 3 meses, o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), tem sido fundamental para que o local continuar funcionando. Segundo o Coordenador Institucional da Semacc, José Assis, o fortalecimento dos microempreendedores não parou.

“Desde o início do projeto, o prefeito Arthur Virgílio Neto vem investindo não só na estrutura física dos espaços, para dar mais dignidade, segurança e conforto aos microempreendedores, mas vem investindo, também, na capacitação desses profissionais, com cursos de qualificação, pra que eles entendam e vivam esse novo momento com um olhar empreendedor. As promoções também são fundamentais para atrair os clientes e incentivar as compras, por isso, durante a pandemia, a maioria dos lojistas não parou, foi para  as redes sociais e passou a fazer vendas on-line e, assim, manter renda, tudo graças à visão empreendedora que eles adquiriram por meio da qualificação constante que recebem da prefeitura”, destacou o coordenador.

A Galeria Espírito Santo possui 265 microempreendedores instalados, praça de alimentação, casa lotérica, PAC municipal, caixa 24 horas, escadas rolantes e elevador, para facilitar a acessibilidade e funciona de segunda a sábado, de 8h às 19h e aos domingos, de 9h às 13h.

(*) Com informações da Semcom