Governador dá outro “passa fora” no Radar e continua como “Amazoneco”

Assim como fez no primeiro turno, o governador e candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT), deu outro “passa fora” no Radar e não veio para a entrevista que estava agendada para esta quinta-feira (18) no estúdio do site. A assessoria de comunicação do candidato mais uma vez optou pelo “embromation” e não deu nenhuma satisfação. A tática foi usada também na entrevista do primeiro turno em que o governador também não veio e acabou virando “Amazoneco” – nome que os jornalistas da Redação do Radar “batizaram” o boneco animado do governador.

Amazonino não gostou da brincadeira e processou o Radar. Na ocasião, o juiz auxiliar, Bartolomeu Ferreira de Azevedo Júnior do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), determinou que o Facebook removesse a postagem de humor onde a diretora do Radar, Any Margareth, entrevista um desenho animado que simula ser o governador do Estado.

Em outra decisão, o mesmo juiz negou o pedido de direito de resposta da coligação “Eu voto no Amazonas”, de Amazonino sobre o vídeo de humor. Além disso, o magistrado também determinou a cassação da liminar, que removeu a postagem do Facebook. Ou seja, Amazonino levou “passa fora” do TRE e perdeu todas as ações pro Radar. A coligação do governador recorreu da decisão e aguarda resposta da Justiça eleitoral.