Governador deixa de ir à CPI para distribuir, rancho, cartão auxílio e até cadeira de rodas no interior do Amazonas (ver vídeo)

Foto: Reprodução

O governador Wilson Lima (PSC), após conseguir uma habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) que o desobrigou de comparecer à CPI da Covid-19, justificou sua decisão de não ir ao Senado Federal, através de quase a totalidade dos veículos de comunicação do Estado, dizendo que precisava “estar junto da população e coordenar ações de segurança” para fazer frente aos ataques do crime organizado que aconteceram nos últimos dias.

Mas não é “coordenando ações de segurança” que o governador aparece num vídeo ao qual o Radar teve acesso. Wilson Lima está na cidade de Autazes (112 Kms distante de Manaus), nesta sexta-feira, 11 de junho, cidade do seu aliado político e colega de partido, o prefeito, Andreson Cavalcante, (PSC), num evento que provoca aglomeração e mais parece campanha eleitoral antecipada.

O governador e o prefeito de Autazes distribuíram de tudo, desde cestas básicas, cartões auxílio enchente, computadores, kit feira, crédito emergencial, crédito rural, até mesmo cadeiras de roda.

Wilson Lima levou a Autazes quase todos os secretários e isso fica claro no seu próprio discurso quando diz que “o governo se mudou para o município”. O prefeito Andreson repete a mesma coisa. Os dois, prefeito e governador fazem discursos elogiosos sobre suas administrações.

Vários deputados estaduais estão na comitiva, entre eles, Sinésio Campos (PT), Therezinha Ruiz (PSDB) e Cabo Maciel (PL). Os parlamentares fizeram discursos, assim como o governador e o prefeito de Autazes. Teve espaço até pra discurso da primeira-dama do Estado, Taiana Lima.

Informações extraoficiais que chegaram ao Radar dão conta que a comitiva de Wilson Lima também irá para outros municípios do Amazonas.