Governador prorroga decreto que proíbe funcionamento de bares, flutuantes e casas de show

    Foto: Divulgação/SSP-AM

Em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (27), o governador do Amazonas, Wilson Lima prorrogou o decreto que determina a suspensão de funcionamento de bares, casas de shows, balneários, flutuantes e o acesso às praias por mais 30 dias. A decisão aconteceu após reunião com órgãos de controle, instituições e representantes do comércio, devido ao aumento de casos de Covid-19 no estado.

Lima afirmou que a decisão foi baseada em dados técnicos, já que algumas notificações recebidas essa semana fizeram com que o governo ficasse em estado de alerta e começasse com o plano de ampliação da rede hospitalar. O governador, no entanto, descartou a possibilidade de adotar lockdown e afirmou que não há indicativos de uma segunda onda de infecções pela Covid-19.

De acordo com o Governo do Estado, o aumento de casos de infectados se deu devido aos casos registrados, principalmente no interior do estado, de aglomerações em comícios, reuniões e passeatas, neste período de eleições municipais. Além das condições do período chuvoso, que faz com que haja um aumento no risco de propagação de vírus e doenças respiratórias.

Sobre a ocupação de quase 100% dos leitos de UTI no Hospital Delphina Aziz, o governador afirmou que 60% deles estão ocupados por pacientes que se recuperam de sequelas deixadas pela Covid-19. Lima afirmou ainda que o governo já colocou em ação o plano de contingência para ampliar os números de leitos disponíveis para pacientes com Covid-19.