“Governador que não enfrenta bandidagem é covarde ou faz parte dela”, diz Arthur (ver vídeo)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, fez duras críticas ao Governo do Estado, durante coletiva de imprensa, nessa sexta-feira (14), onde anunciou que decretará situação de emergência, devido o aumento da violência na capital. Ele voltou a dizer que a contratação da empresa americana de Rudolph Giuliani foi um gasto milionário e desnecessário para o Amazonas. “Isso é uma forma de jogar dinheiro público fora. Interesse de alguém, não sei”, disparou.

Arthur afirmou ainda que Amazonino deveria trabalhar com a polícia e técnicos do Estado para combater o caos na segurança pública. “Governador que não enfrenta bandidagem ou ele é covarde e portanto, submisso a bandidagem, ou ele faz parte da bandidagem, não tem uma terceira hipótese”, sentenciou o prefeito.