Anúncio Advertisement

Governo de Wilson gasta quase R$ 5 milhões em menos de dois meses com passagens e diárias

Em meio a um discurso de crise financeira com um rombo de R$ 3 bilhões nos cofres públicos anunciados pelo governador Wilson Lima (PSC) e ao lari lari e nhem nhem nhem sobre economia de recursos e cortes de gastos, o Governo do Estado já desembolsou mais de R$ 4,7 milhões – isso mesmo, quase R$ 5 milhões – de 1º de janeiro até 20 de fevereiro deste ano com passagens e diárias para bancar a viagens de servidores públicos a outros Estados e até mesmo para outros países.

Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência do Governo para consulta pela população e pelos órgãos de controle.

Os valores mostram uma realidade contrária ao que o “governo do novo” tenta passar pela população: não há recursos em caixa, o Estado está “quebrado financeiramente”, não há recursos para pagamento dos fornecedores da Saúde, etc.

Mas, enquanto isso, servidores públicos são autorizados a viajar e, ainda mais, recebendo passagens aéreas e valores em diárias com recursos públicos. Em meio a crise, o ideal não seria manter os cofres fechados e só gastar com aquilo que é estritamente essencial?

De acordo com dados do Portal da Transparência, R$ 4,7 milhões gastos com passagens e diárias, R$ 3,6 milhões foram para pagar as passagens e cerca de R$ 1,1 milhão foi destinado a custear as diárias dos servidores (entre eles secretários e do próprio governador que já viajou pelo menos três vezes após eleito).

Despesas

No Portal da Transparência, no link “Diárias e Passagens” não é possível ver os gastos discriminados, como: servidor beneficiado, total gasto por viagem em diárias, etc. Mas os dados são organizados por Secretarias/Órgãos.

Dos R$ 4,7 milhões gastos até 20 de fevereiro deste ano, R$ 2,2 milhões foram em passagens e R$ 430,5 mil em diárias pagas no mês de janeiro e R$ 1,4 milhão em passagens e R$ 681,3 mil em diárias até o dia 20 deste mês.

Diante da cifra gasta com diárias e passagens, a trupe do Radar, depois do funk do perdidão, prepara agora o hit do “viajadão”.

Veja os gastos completos.