Governo de Wilson Lima gasta mais de R$4 milhões com aluguel de iluminação e palcos para eventos

Contratações foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Amazonas (DOE-AM)

O governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), pretende gastar mais de R$4 milhões com a contratação de aluguel de equipamentos de iluminação e palcos para eventos. As contratações foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Amazonas (DOE-AM). Ao todo, são dois contratos com as empresas BARRA SOM SISTEMAS DE AUDIO E VIDEO LTDA e com a empresa ECOART ESTRUTURA E PRODUÇÃO LTDA, mas os eventos não foram revelados. Para fazer as contratações a Amazonastur aderiu a uma Ata de Registro de Preço da Agência de Desemvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS). (Confira os contratos no fim da matéria)

Ambos os contratos têm duração de 12 meses, contando com a assinatura de Gustavo de Araújo Sampaio, presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, com o valor total de R$4.199.110,50, tendo sido assinados em 27 de maio. Chama a atenção os milhões destinados pelo governador Wilson Lima para a pasta responsável pela realização de eventos de grande porte em ano eleitoral.

O primeiro contrato foi firmado pela Amazonastur com a empresa Barra Som Sistemas de Áudio e Vídeo, com valor total de R$ 2.055.300,00 (dois milhões, cinquenta e cinco mil e trezentos reais), localizada no bairro da Compensa e que tem como donos Eduardo Freitas de Mendonça e Marco Aurélio de Mendonça Junior, com capital social de R$400 mil. Com essa empresa, o Governo Wilson Lima firmou contrato para aluguel de equipamentos de iluminação para a Amazonastur.

O outro contrato foi feito pela Amazonastur com a empresa Ecoart Estrutura e Produção, tendo valor de R$ 2.143,810,50 (dois milhões, cento e quarenta e três mil, oitocentos e dez reais e cinquenta centavos) para a contratação de serviços de aluguel de equipamentos para palcos, também com duração de 12 meses. A empresa fica localizada no bairro da Redenção, tem capital social de R$300.00 e tem como donos Jorcenes Batalha Marinho (Sócio-Administrador) e Maria Dirce Batalha Marinho (Sócio).

Apesar da existência da Lei da Transparência no que se refere a gastos públicos, o contrato divulgado no DOE-AM não dá detalhes acerca de quantos ou quais eventos essas contratações vão atender, mesmo tendo custo mensal de R$349.925,875, existindo ou não a necessidade dessas estruturas contratadas serem utilizadas pelos próximos 12 meses.

Confira os contratos: