Governo em desgoverno: guerra com o Legislativo e Omar na direção

Se minha velha, sábia e um tanto debochada mãezinha – essa característica tá no meu DNA, né gente! – estivesse viva, ela estaria dizendo, sobre determinados políticos atuais, coisas do tipo: esses caras têm coragem de mamar em onça e de rasgar dinheiro! E, na minha opinião, minha véia teria toda razão em fazer sarcasmo sobre determinadas situações que levam a pensar que o governo do Estado está em desgoverno, parece um trem descarrilhado, sem rumo e sem freio.

Quer ver? Repara só! Visivelmente nervoso, com a respiração ofegante e a fala meio desencontrada, parecendo mais estar tendo uma crise de ansiedade do que dando uma entrevista, o vice-governador do Estado, Carlos Alberto Almeida decide esculachar publicamente o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, deputado Josué Neto. Quê que é isso minha gente! Será que é um bom negócio para um governo que já está enfrentando uma séria crise de impopularidade ainda decidir brigar com o Parlamento, com quem tem tribuna e tem voz?

O último governador que fez isso, acho que se arrependeu da graça! É só lembrar a dor de cabeça que Amazonino teve com o então presidente da Assembleia Legislativa, David Almeida e, no final, ainda perdeu a eleição.

E pra piorar ainda teve o fato de que o vice-governador se deixou levar pela raiva e saiu, sem querer, confessando – o que o povo chama de passar recibo – que o governo andava monitorando todos os passos políticos do presidente da Assembleia Legislativa e dando a entender que há quem tenha dado uma mãezinha – ou quem sabe até as duas mãos – para atrapalhar as pretensões políticas de Josué Neto de ser candidato a prefeito – lembram o que euzinha contei na matéria “O Radar abre a caixa de Pandora das eleições no Amazonas”? Tudo a ver com a fala do vice-governador!

Mas o desgoverno dos caras não parou por aí! Não bastou Wilson Lima se cercar de membros do governo de Omar Aziz e nem andar isentando o ex-governador e atual senador da República dos males da saúde pública do Amazonas. É só lembrar que Wilson Lima disse, durante coletiva de imprensa, que os problemas na saúde eram decorrentes das “constantes mudanças no Executivo estadual nos últimos três anos”, ou seja, jogou os problemas da saúde nos colos de Amazonino Mendes e David Almeida e isentou Omar Aziz e até mesmo José Melo, contradizendo o Ministério Público Federal (MPF) e as investigações da Polícia Federal (PF) durante a Operação Maus Caminhos.

Agora o governo decidiu assumir de vez que Omar Aziz anda na direção, mostrando o rumo. Omar andou dando até entrevistas defendendo o governo de Wilson Lima e aparecendo nas fotos fazendo discurso em plena solenidade do governo, assumindo os louros de ter conseguido, através de emenda parlamentar de sua autoria, R$ 220 milhões que, segundo ele, vão ser usados para asfaltar a AM-010, estrada que liga Manaus a Itacoatiara.

E no meio do discurso, Omar nem precisou dizer o nome para todo mundo entender o ataque feito ao presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto. “É uma beleza o cara estar lá na Assembleia criticando”, disse Omar. E, levando-se em consideração a repercussão do fato nas redes sociais, se o governo estava com a imagem ruim, ficou ainda pior. Foi peia de todo lado, tanta peia que teve até dono de portal tirando a matéria, depois de levar tanto esculacho por conta, mostrando que esse governo tem que meter o pé no freio e voltar pros trilhos, senão corre o risco de descarrilhar de vez e pegar um rumo sem volta, o abismo.