Há algo de podre no Reino da Dinamarca

De Coari chegam as seguintes notícias: policiais militares estão tocando terror na cidade. Agora são eles que perseguem, ameaçam e amedrontam. Tem gente fugindo da cidade e pelo jeito não vai sobrar uma vítima, e muito menos testemunha, para acusar Adail Pinheiro seja do que for. Ontem, através de mensagem no Wathsapp, uma leitora do Radar pergunta: Meu Deus, onde está a Justiça da minha terra que não detém esse homem e seus capangas? Essa pergunta, amiga leitora, o Radar já fez dezenas de vezes, mas ainda não nos deram resposta. Mas, pode ter certeza, que vamos continuar repetindo, quantas vezes forem necessárias porque nos recusamos a acreditar que vivemos numa terra sem Lei.

Vai pra rua

E o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou uma campanha “Vem pra Urna”, segundo o próprio tribunal, com o objetivo de estimular jovens de 16 e 17, cujo voto não é facultativo, a tirar o título e votar nas eleições desse ano. Aqui no Radar, os jovens que estão em idade aproximada a essas e que voluntariamente nos ajudam a fazer o site porque creem que podemos ser um vetor de mudanças dão uma sugestão ao TSE, para que seja possível acreditar ainda mais na força do voto como instrumento de democracia: Dá para este superior tribunal desenvolver a campanha “Vai pra Rua” e mandar pegar o beco esses políticos canalhas que fazem todo tipo de bandalheira pra ganhar uma eleição?

Descrença

E o Radar que tem o maior orgulho de ter garotas e garotos com pouca idade mas cabeças pensantes  como seus principais incentivadores e colaboradores pede encarecidamente ao TSE que não implante a descrença nos corações e mente dessa moçada quando concede liminares para que políticos fichas-sujas concorram em eleições, ou  pior ainda, quando ficam visivelmente enrolando para decidir sobre registro de candidaturas, claramente beneficiando os infratores. Dá pra não fazer isso com nossos jovens?

Todos ganham

E num país onde parece ter virado Lei que todo mundo tem que ganhar alguma coisa pra se sentir feliz, e somente o sentimento do dever cumprido não significa nada, foi visto por muita gente com maior normalidade todas as escolas de Manaus ganharem o Carnaval. Mas, ainda bem que pelo menos dos brincantes de muitas dessas escolas se ouviu declarações de que ganhar o Carnaval dessa forma não tem o menor sabor de vitória. Esses são os verdadeiros vencedores do Carnaval!