Há risco de desabastecimento de diesel no Norte e Nordeste, diz Abicom

A distância das refinarias e a defasagem dos preços para importação causam prejuízos e podem levar à falta do combustível

Existe maior risco de desabastecimento de óleo diesel nas regiões Norte e Nordeste, onde a importação do combustível é mais necessária, segundo Sergio Araujo, presidente executivo da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom). A própria Petrobras reconhece esse perigo.

Em entrevista ao portal UOL, Araujo explica que essas regiões estão mais distantes das refinarias nacionais, e por isso, dependem da importação ou do combustível enviado de outras regiões do Brasil.

Na Região Norte, existe apenas uma refinaria que produz óleo diesel: Isaac Sabbá, no Amazonas. Quanto ao Nordeste, há três: Abreu e Lima, PE; Potiguar Clara Camarão, RN; e Mataripe, BA. Como comparação, apenas em São Paulo, existem quatro.

Segundo Araujo, as demandas dessas regiões não conseguem ser supridas por apenas essas refinarias.

Apesar disso, o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis), James Thorp Neto, afirma que ainda não há desabastecimento do diesel nos postos em nenhuma região. Mas há casos de “dificuldade de comprar” o combustível.