Hamilton revela problemas na Mercedes no 2º treino livre em Baku; Red Bull domina

Getty Images

O britânico Lewis Hamilton revelou ter problemas em sua Mercedes durante a segunda sessão de treinos livres, nesta sexta-feira, em Baku, para o GP do Azerbaijão, a ser disputado no domingo. O sete vezes campeão mundial, em comunicação com o engenheiro, disse não ter potência no carro.

“Faça o que for preciso, mas não conseguirei ser mais rápido. Não sei de onde tirar tempo”, disse Hamilton, apenas o 11º colocado (1min43s156) na sessão, que teve domínio da equipe Red Bull. O primeiro foi o mexicano Sergio Perez (1min42s115), seguido muito de perto pelo holandês Max Verstappen (1min42s216), primeiro colocado na primeira sessão e atual líder do Mundial.

A Ferrari veio em seguida com seus dois carros. O espanhol Carlos Sainz foi o terceiro mais rápido (1min42s243), à frente do companheiro, o monegasco Charles Leclerc (1min42s436).

A boa novidade do treino foi a presença do espanhol Fernando Alonso, da Alpine, na sexta colocação (1min42s693), atrás do francês Pierre Gasly (1min42s534), da AlphaTauri. A Alfa Romeo surgiu na sétima colocação, com o italiano Antonio Giovinazzi (1min42s941), à frente do britânico Lando Norris, da McLaren (1min43s018).

A nona posição ficou para o francês Esteban Ocon, da Alpine (1min43s020), enquanto o décimo lugar foi para o japonês Yuki Tsunoda (1min43s130), da AlphaTauri. Confirmando o mau dia da Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas marcou apenas o 16º tempo (1min44s184).

Os carros voltam para a pista neste sábado a partir das 6 horas (horário de Brasília) com o terceiro treino livre. A classificação está prevista para começar às 9 horas, mesmo horário para o início da corrida no domingo.