Hemoam lança campanha de manutenção de estoque durante o período de Carnaval

hemoam 1

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) lançará, no próximo dia 31 (sábado) de janeiro, uma campanha com o objetivo de chamar a atenção para a importância da manutenção dos estoques de sangue no Carnaval. Durante esse período, a Fundação Hemoam também realizará coleta externa utilizando a sua unidade móvel, o “Vampirão”, e, caso a demanda exija, o órgão funcionará em regime de plantão para atender a população.

A meta do Hemocentro é conseguir 1.250 bolsas de sangue doadas por semana, quantidade considerada ideal para manter o atendimento normalizado. A Fundação Hemoam atua com medidas que procuram garantir o abastecimento do estoque de bolsas de sangue que atendem a capital e o interior.

Segundo a subgerente de Captação de Doadores da Fundação Hemoam, Eleonora Araújo, a campanha deverá envolver até o boi-bumbá Caprichoso como estratégia para atrair novos doadores.

“A nossa campanha de Carnaval vai ser lançada em parceira com a Marujada de Guerra do Boi Caprichoso. O nosso objetivo é alertar a população sobre a necessidade da doação de sangue para este período, onde há uma demanda maior. O nosso foco é conseguirmos no pré e pós-Carnaval a manutenção da meta de 1.250 bolsas de sangue por semana”, informou a subgerente.

Vampirão’ e plantão especial

Ações como a coleta externa do “Vampirão”, convocação dos doadores cadastrados no sistema e ainda chamada para novos doadores através de campanhas serão as outras estratégias da Fundação Hemoam para garantir o atendimento dos pacientes que precisem de sangue no período.

A chefe do Departamento do Ciclo do Sangue, Socorro Urtserver, explica que, como parte do pacote de ações da Fundação Hemoam para a época de folia, que caso seja necessário o órgão irá atuar inclusive em regime de plantão na semana do Carnaval.

“Existe na programação da Fundação Hemoam a antecipação das coletas externas e dentro da instituição nós atendemos todos os doadores que comparecerem, mesmo assim, caso nosso estoque esteja baixo, funcionaremos na segunda-feira (dia 16 de fevereiro) em horário normal, das 7h às 18h, e na quarta-feira (dia 18), a partir das 13h”.

Solidariedade

O auxiliar de radiologia Franciomar Mendes, doador mobilizado através de campanhas da Fundação Hemoam, afirmou que doar sangue é um ato de solidariedade. “É um ato do bem, pois demonstra ao cidadão em que posição ele está na sociedade, ao fazer o bem sem olhar a quem. Doar sangue é bom porque está salvando outra pessoa”, ressalta ele.

Perfil do doador

Qualquer pessoa com boa saúde, com idade entre 18 e 65 anos e peso a partir de 50 quilos, pode doar sangue. O candidato à doação deve estar bem alimentado e munido de documento de identidade.

Não pode doar sangue a pessoa que tenha tido hepatite depois dos 10 anos de idade; que tenha comportamento sexual de risco; que seja usuário de drogas; que tenha tido malária, que tenha recebido transfusão sanguínea ou que tenha tido doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses. Pessoa que apresentaram febre nos últimos 30 dias também não podem doar sangue.