Hissa confidencia a pessoas próximas que é candidato, com ou sem apoio

O vice-prefeito/secretário de Infra-estrutura do Município, Hissa Abrahão, ao ser perguntado por companheiros de longas datas, se realmente pensa em ser candidato ao Governo do Estado, respondeu que não só pensa, como é candidato. E, ao ser lembrado pelos interlocutores da união política entre o prefeito Artur Neto e o Governador Omar Aziz, e que, por questões óbvias, Omar vai querer fazer seu sucessor e deve ter o apoio de Artur nessa empreitada, Hissa demonstrou que não está muito preocupado com essa questão. Ele lembrou que já disputou a eleição para governo sem o apoio de caciques políticos, e teria dito que não vê qualquer problema de fazer isso de novo”, acrescentando ainda que hoje, se sente bem mais preparado do que antes pra enfrentar uma campanha como essa. Agora, só resta esperar pra ver!

Sem habitação

E por falar no vice-prefeito, Hissa Abrahão, uma das secretarias de sua gestão, a de Habitação, passou a fazer parte da Secretaria de Governo, não tendo mais nem status de secretaria, e deixando até mesmo de ter a figura do secretário.  Será essa uma medida natural, sem nenhuma segunda intenção, ou Hissa estaria ficando com suas funções esvaziadas propositalmente por causa de seus arroubos de independência? Será?

Sem função

E tem mais gente perdendo o posto na administração municipal já que o prefeito Artur Neto decidiu extinguir os cargos de Secretário Municipal de Assuntos Federativos; Secretário Municipal de Administração e Coordenação dos Bairros; Secretário Municipal de Juventude; Secretário Municipal de Assuntos Jurídicos; Secretário Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (acabamos de falar sobre o cargo que era acumulado pelo vice-prefeito); Controlador Geral do Município; Diretor Presidente da Fundação Escola de Serviço Público Municipal; Diretor Presidente da Fundação Municipal de Inclusão Socioeducacional ; Diretor Presidente da Fundação Municipal de Eventos e Turismo e Diretor Presidente da Fundação Municipal de Cultura e Artes.

Sinais de fumaça

E, a conversa captada pelas antenas do Radar, várias vezes, durante todo o dia, foi que os “sinais de fumaça”  no ar são prenúncios de incêndio daqueles de desmoronar estrutura, com gente bem próxima ao prefeito sendo fritada em óleo quente, mas resistindo bravamente, e ameaçando partir para bombardear o reino do Rei Arthur. Deus que nos livre dessa guerra!