Homem é condenada a 46 anos de prisão por matar casal em Manaus

Foto: Divulgação

Um homem identificado como Mateus Muniz Ferreira foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a 46 anos de prisão, em regime fechado por crime de latrocínio (roubo seguido de morte), ocorrido em 2018. Ele é acusado de matar o casal Kazuyasu Takano e Maria Soliange Alves Vieira, no dia 13 de junho do ano passado, em Manaus. Após matar o casal a golpes de machado, o autor subtraiu o valor de R$ 600 e aparelhos de telefone celular.

De acordo com o inquérito policial que originou a denúncia do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), Mateus  trabalhava com as vítimas por indicação de um amigo de Kazuyasu. No terceiro dia de trabalho, ele resolveu praticar o roubo. No dia do fato, Kazuyasu chegou à floricultura Chácara Progresso, localizada na rua Barão do Rio Branco, Loteamento Parque das Laranjeiras por volta das 9h, foi tomar banho e, após retornar, foi abordado por Mateus que aplicou uma “gravata” no pescoço da vítima, vindo esta a desfalecer. 

Alguns minutos depois, o dono da chácara recobrou os sentidos e foi novamente atacado por Mateus, desta vez com golpes de um machado, que atingiram o pescoço, a nuca e o rosto da vítima, que faleceu no local.  Logo depois,  Mateus subtraiu a quantia de R$ 500, que estava no bolso da calça da vítima, além do aparelho de telefone celular. Mateus aguardou a esposa de Kazuyasu, Maria Soliange, chegar à floricultura. Atacou a mulher do mesmo modo e subtraiu mais 100 reais e o aparelho de telefone celular.

A sentença foi proferida quase um ano depois do crime, no último dia 12 de junho. A defesa recorreu da decisão. 

Com informações da assessoria do TJAM.