Homem é preso acusado de estuprar menino de 12 anos após atraí-lo pela internet

Homem preso estupro menino capa

O motorista de uma fábrica de sorvete Anderson Perreira Guimarães, 32 anos, foi preso, nessa quarta-feira (17), em cumprimento a mandado e prisão, por policiais da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Anderson é acusado do estupro de uma criança de 12 anos.

Homem preso estupro menino delegadaDe acordo com a delegada titular da Depca, Juliana Tuma, o crime teria acontecido no dia 17 de dezembro de 2015, por volta das 19h30, na casa de Anderson, situada na Rua Kumari, antiga Vinte e Quatro, bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus, onde ele foi preso hoje.

Juliana Tuma explicou que o primeiro contato entre Anderson e o adolescente teria ocorrido em uma sala de bate-papo na Internet, dias antes do crime. Em seguida, eles teriam passado a conversar por meio de um aplicativo de celular, onde marcaram um encontro.

“Durante as conversas, Anderson pediu que o adolescente enviasse fotos sensuais e depois pedia para que a vítima as apagasse. O apelido do garoto no bate-papo era “Doze anos”. Isso demonstra que o infrator tinha total conhecimento da vulnerabilidade do menino”, declarou Tuma.

Conforme a delegada, na noite do crime o adolescente saiu de casa, localizada na Rua Ayres Marinho, na segunda etapa do bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, e teria informado aos pais que iria até um lanche próximo do imóvel, quando na verdade ele foi até o encontro de Anderson, que o aguardava em uma motocicleta, em frente a uma fábrica de velas, naquela mesma área da cidade. Eles então seguiram para a casa do infrator, onde ocorreu o estupro.

A autoridade policial relatou que, após o ato, o homem deixou o adolescente na mesma via onde o encontrou e seguiu novamente para casa. “Os familiares suspeitaram que algo havia acontecido com o menino, porque ele estava chorando, cabisbaixo e calado. A vítima se trancou no quarto e confidenciou à irmã o que tinha acontecido. No dia seguinte, os pais do adolescente foram à Depca formalizar a ocorrência e nós iniciamos as investigações, que tiveram duração de um mês e meio”, informou.

Uma das primeiras medidas adotadas pela equipe da Depca foi submeter a vítima a exames no Instituto Médico Legal (IML), que comprovaram o delito, além de receber acompanhamento por profissionais que atuam no atendimento psicossocial. Os policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do infrator, onde foram apreendidos celulares, pen drives e CDs, que serão periciados pelos profissionais que atum no Instituto de Criminalística (IC).

Segundo os policiais que participaram das diligências, o adolescente reconheceu a casa onde o ato aconteceu e confirmou que o crime foi praticado por Anderson. Em depoimento, o homem confessou que levou o menino para a residência dele, mas afirmou que somente concordou com a visita porque o adolescente teria prometido levar meninas para o lugar.

O mandado de prisão em nome de Anderson e o mandado de busca e apreensão para a residência dele foram expedidos ontem, dia 16 de fevereiro, pela juíza da Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, Patrícia Chacon.

Anderson foi indiciado por estupro de vulnerável. Após os procedimentos legais ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Fotos: Sérgio Augusto /Assessoria de Imprensa da PC-AM