Homem é preso em Novo Airão por estupro e tentativa de homicídio de uma menina de 13 anos

estuprador Erivan

O pescador Erivan Aires da Silva, 25, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, na manhã desta sexta-feira (9), no município de Novo Airão, distante 115 quilômetros de Manaus, por violência sexual e tentativa de homicídio de uma menina de 13 anos. Ele fugiu de Manaus e foi se esconder na casa de familiares que moram naquele município.

O crime ocorreu na tarde do dia 18 de dezembro de 2014. Na ocasião, a adolescente teria saído de sua casa para encontrar as irmãs e colher frutas em um terreno abandonado localizado no bairro Compensa, na Zona Oeste da capital. No meio do caminho, a menina foi abordada pelo pescador que a levou à força para um local isolado, e a teria enforcado e praticado a violência sexual. Depois abandonou a menina desacordada e fugiu.

Conforme as investigações, horas depois as irmãs da jovem teriam retornado para casa e ao serem indagadas onde a menina estaria, informaram que não haviam encontrado com ela. A família então, saiu à procura da garota, e uma testemunha informou que viu a criança sendo perseguida pelo homem.

Após localizarem a menina, os familiares buscaram a polícia e registraram o fato. Ela foi submetida a exames periciais nos quais foi constatado que além da violência sexual, ela sofreu uma tentativa de homicídio por asfixia, o que a teria feito desmaiar. .

A DEPCA representou pela prisão preventiva, que foi expedida no dia 25 de dezembro de 2014, pela juíza Sanã Nogueira, do plantão criminal. “Realizamos várias diligências a fim de encontrarmos o suspeito, e o localizamos no município de Novo Airão onde ele estava escondido”, contou a autoridade policial.

Depois de realizada a prisão, a equipe de investigação da Especializada, coordenada pelo Delegado Adjunto Rafael Allemand, conduziu Erivan à Manaus onde o mesmo foi interrogado e autuado nos crimes de estupro de vulnerável e tentativa de homicídio.

Após a conclusão dos procedimentos legais cabíveis ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa onde ficará preso à disposição da Justiça.