Homem que esquartejou mulher ficará 23 anos na prisão

Firmo Farias Sampaio, de 35 anos, que esquartejou uma mulher, até hoje não identificada, e guardou partes do seu corpo na geladeira, foi condenado, nessa quinta-feira (17), a 23 anos e quatro meses de prisão. O crime ocorreu em junho de 2017, no bairro Betânia, Zona Sul de Manaus.

O acusado estava preso desde o dia do crime e o período de detenção será descontado na pena aplicada. A condenação foi sentenciada pelo Conselho de Sentença da 3ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, na sessão de julgamento que ocorreu no Fórum Henoch Reis, Zona Sul de Manaus. A sessão foi presidida pela juíza Eline Paixão e Silva Gurgel do Amaral.

O crime

Após atrair a vítima para o local, Firmo a imobilizou e, ainda viva, ela teve o corpo esquartejado. Em seguida, o homem colocou as partes do corpo da vítima dentro da geladeira que havia em sua casa.

O crime foi descoberto após Firmo ligar para sua mãe e a convidar para ver o que havia feito. A mãe dele, Maria do Rosário Farias da Conceição, esteve no local e viu pedaços de carne humana na geladeira do filho e noticiou os fatos à polícia.

Durante as investigações, a Polícia Civil do Estado do Amazonas não conseguiu identificar a vítima, o que não impede que Firmo seja levado a Júri Popular. A Sessão foi realizada como parte da 3ª Edição do Projeto Mutirão do Júri.

(*) Com informações do Tjam