Homem que matou o próprio filho em São Gabriel da Cachoeira (AM) é condenado a 16 anos de prisão

O pai da criança se irritou com o choro da vítima, pegou-a no colo e a arremessou contra o chão

Foto: Ilustração

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), através da Promotoria de Justiça de São Gabriel da Cachoeira (a 850 km de distância de Manaus), conseguiu, na última terça-feira (23), a condenação de um homem acusado de matar o próprio filho, de 20 meses de idade.

O julgamento integra a pauta de audiências da 19ª Semana Justiça Pela Paz em Casa, campanha nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cuja finalidade é ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006). Em São Gabriel da Cachoeira, as audiências da campanha seguem até o próximo dia 25/11.

O crime foi cometido na madrugada do dia 13/01/2015, na residência do casal, durante uma discussão com a mãe do bebê. O homem, irritado porque a criança acordou chorando, pegou-a no colo e a arremessou contra o chão. O menino chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu às lesões sofridas.

No julgamento, após os debates, prevaleceu a tese sustentada pelo Ministério Público. O réu foi condenado a 16 anos de reclusão em regime fechado.

(*) Com informações da assessoria