Anúncio Advertisement

Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste, está há 4 meses sem ambulância

Denúncias feitas ao Radar por parentes de pacientes internados no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste, informam que aquela unidade de saúde está há quatro meses sem ambulância.  Segundo os familiares desses pacientes, eles estão tendo que fazer cota, onde cada um dá o pouco dinheiro que tem, pra pagar um táxi e levar o doente pra fazer exames. Nos casos de pacientes em estado mais grave, tem que esperar, mesmo correndo o risco do quadro de saúde ficar ainda pior, até que se consiga uma ambulância para levar o paciente para determinados exame. O Radar transmite pedido para que o Governo resolva o problema.

Tecnicismo ou achismo

O líder do prefeito Artur Neto na Câmara Municipal de Manaus, vereador Wilker Barreto, diante de uma galeria lotada de permissionários e funcionários dos sistemas de transporte alternativo e executivo, disse que na audiência pública que vai ser realizada, na próxima sexta-feira (27), no Legislativo municipal, para discutir as questões ligadas a este setor do transporte de passageiros em Manaus, deve haver um debate técnico. “Na base do achismo não se define nada”, opina Barreto. E como o povo aqui do Radar não sofre de efeito retardado – aquele que você só avalia o que foi dito horas depois -, alguém foi logo comentando em frente à televisão: “Alguém tem que dizer pro vereador que os dados técnicos dele vêm da SMTU, e o nosso achismo é da realidade de pegar ônibus todos os dias. Quem é mais confiável?”

Estudo do Carvalho?

Barreto disse que, para a audiência pública de sexta-feira, com os permissionários do sistema de transporte alternativo e executivo, levará um estudo técnico sobre as necessidades do transporte de passageiros em Manaus. Será que esse estudo é igual àqueles que o Sr. Pedro Carvalho faz desde os tempos do prefeito Alfredo Nascimento? Se forem esses estudos do Carvalho, pelo amor de Deeeeeus, dá um tempo Barreto!

Assim pega mal

No afã de defender o prefeito e a atual administração, muitas vezes o líder deixa seus colegas de Parlamento de “calça justa”. Foi o que aconteceu ontem, quando Barreto disse que era “um erro” e “falta de sensibilidade” defender mudanças no sistema de transporte coletivo de Manaus “fazendo comparações com as cidades de Curitiba e de Fortaleza”. E aí, logicamente, surgiu a mesma pergunta pra todo mundo que estava ouvindo: Então, dá pra dizer pra quê os vereadores gastam tanto com passagens e diárias para essas duas cidades, sob a justificativa de que vão aprender com suas experiências bem sucedidas de sistema de transporte público?

Na escuridão

E a Amazonas Energia, que tem infernizado nossos finais de semana com apagões que duram horas, e seguidas quedas de energia, não deu trégua nem para a Câmara Municipal de Manaus na sessão plenária desta segunda-feira (23). O plenário ficou na escuridão e, imagine quem estava discursando na tribuna? O líder Barreto! E vocês pensam que ele interrompeu o discurso? De forma alguma! Ele continuou falando mesmo na mais completa escuridão!

De noooovo!

E foi aprovado na Ordem do Dia desta segunda-feira, requerimento do presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, vereador Álvaro Campelo, convocando os diretores da Amazonas Energia para darem explicações sobre a constante falta e energia na cidade de Manaus. E o próprio vereador lembrou que esses mesmos diretores já estiveram na Câmara outras vezes, até mesmo participando de audiência pública, para falar do mesmo assunto. Pelo jeito não adiantou nada!