Idoso morre asfixiado na porta de hospital por falta de atendimento médico (ver vídeo)

reprodução internet

Um idoso morreu na porta da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Campos Sales, situada na zona Oeste de Manaus, nesse domingo (17), após ter sido vítima de omissão de socorro.

De acordo com o filho da vítima, Marcos Platini, ele se dirigiu à unidade em busca de atendimento para o idoso que estava em estado grave devido a Covid-19. No entanto ao pedir ajuda para os médicos e enfermeiros,  a equipe médica fechou a porta da unidade de saúde alegando de que não havia oxigênio.

“Negaram socorro para ele e não consegui salvar meu pai, foi negligência médica, eu pedi ajuda de médicos e enfermeiros e ninguém quis ajudar meu pai, ele agonizou na minha frente querendo respirar e não conseguia”, disse Marcos bastante emocionado.

No vídeo em que Marcos  divulgou nas redes sociais, ele explica que a família tinha o oxigênio e que só queria ajuda, e afirmou que a morte de seu pai aconteceu por negligência. “Eles falaram que tinha que ter oxigênio, eu disse que tínhamos oxigênio que eu só queria ajuda, só abram a porta e façam alguma coisa, mas ninguém quis fazer nada”, afirmou.

Após Marcos enterrar seu pai , o jovem usou novamente a internet para pedir justiça e disse, “ Acabei de enterrar o meu pai, o céu está cinza, acho que Jesus chorou com tanta crueldade. Meu pai só tinha 58 anos, era um cara feliz, quanta dor meu Deus. Agradeço a todos pelas mensagens. Eu quero Justiça”, disse.