Igualzinho ao pai: Adail Filho aluga veículos por mais de R$ 7,1 milhões ao ano

Quando comecei a escrever a matéria tive um “déjà vu” – expressão francesa que significa “já visto” e que é usada para descrever um sentimento de estar passando por uma situação já vivida anteriormente. Pois no meu caso o “déjà vu” era real meu povo! Há anos atrás, mais precisamente no dia 04 de maio de 2014, escrevi a matéria intitulada “o Radar captou pra você a farra com os carros pagos pela prefeitura de Coari por R$ 5,7 milhões do dinheiro do povo”. No ano anterior, 2013, os gastos atingiram R$ 7,7 milhões, como conto na matéria. O prefeito nesse período era ninguém menos que Adail Pinheiro.

E qual não é a minha surpresa ao chegar no e-mail do Radar, enviado por um colega repórter em Coari, o Diário Oficial do dia 19 de abril de 2017, com um tipo de licitação que parece ser a preferida das prefeituras do interior, um Pregão Presencial para aluguel de carros para a Prefeitura de Coari, cuja soma de valores vai atingir R$ 7,1 milhões ao ano (ver documento no final da matéria), um gasto semelhante ao que era feito quando o prefeito era Adail Pinheiro e ele adorava dar regalias aos seus apaniguados, como por exemplos carros alugados pagos com dinheiro público. O atual prefeito de Coari é Adail Filho e a vice-prefeita da cidade também é filha de Adail, Mayara Pinheiro. Pelo jeito, eles têm o mesmo costume do pai.

Chama atenção o preço exorbitante pago pelo aluguel de carros por Adail Filho e Mayara Pinheiro, igualzinho o que era pago pelo pai, Adail Pinheiro quando era prefeito. O aluguel de uma picape, por exemplo, custava, nos tempos de Adail e vai continuar custando aos cofres públicos com seus filhos na Prefeitura R$ 10,7 mil por mês. Só picapes, são 30 que estão sendo alugadas pela Prefeitura de Coari. Tem ainda o aluguel de 30 veículos tipo passeio, 4 portas, sedan tipo Voyage ou similar, pelo valor mensal de R$ 2,9 mil cada um, mais 21 veículos tipo passeio, modelo hatch, cada um ao preço de R$ 2,7 mil mensal, além de 15 veículos tipo Van por R$ 6 mil mensais cada um. E, além dos carros, também estão sendo alugadas 25 motocicletas de 150 cilindradas, ao valor de R$ 1,5 mil/mês.

O prefeito e sua vice-irmã exigem que os carros sejam zero quilômetro, com ar-condicionado e até CD player. A empresa apontada como ganhadora para a locação de carros é aquela que de forma impressionante ganha tudo que é licitação em órgãos públicos e se perpetua no poder como ocorre na Assembleia Legislativa onde passa de um presidente para outro – vide Josué Neto para Davi Almeida – a Kaele Ltda.

Por mês, o aluguel desses veículos vai custar aos cofres da Prefeitura de Coari quase R$ 600 mil. E ao ano, o povo de Coari vai custear mais de R$ 7,1 milhões para que os secretários, mais apaniguados, parentes e aderentes do prefeito Adail Filho e de sua irmã, tenham carros sem pagar um centavo.

E, tão impressionante – pra não dizer expressão pior senão lá vem mais processo nas costas de euzinha – quanto esses atos que ferem todos os preceitos de legalidade e moralidade na administração pública, é a  indiferença dos órgão de controle externo, como o MPE, que não tomaram qualquer providência para salvaguardar o dinheiro público nos tempos de Adail pai, o que parece vai ser igualzinho em tempos de Adail Filho. (Any Margareth)

DIÁRIO OFICIAL – ATA DE REGISTRO DE PREÇOS