Incêndio durou cerca de 4 horas e destruiu mais de 600 casas na zona Sul (ver vídeo)

O incêndio que durou mais de quatro horas na noite dessa segunda-feira (17) e na madrugada desta terça-feira (18) atingiu mais de 600 casas no bairro Educandos, na zona Sul de Manaus, segundo dados da Defesa Civil.

“Esse pode ser o maior incêndio urbano da cidade de Manaus”, disse o secretário-executivo da Defesa Civil do Estado, Hermógenes Rabelo.

Área atingida pelo incêndio.

Populares informaram que o incêndio iniciou por volta das 19h, em uma residência na rua Inácio Guimarães e se espalhou rapidamente. Informações preliminares apontam que as chamas iniciaram após a explosão de uma panela de pressão, mas as causas do incêndio serão investigadas pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Amazonas.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu o primeiro chamado por volta das 20h30 e afirmou que chegou ao local em cinco minutos. Houve revolta entre populares que pediam uma resposta rápida do Corpo de Bombeiros enquanto as chamas de alastravam com rapidez.

Segundo o subcomandante dos Bombeiros, coronel Josemar Santos, todo efetivo da capital e da Região Metropolitana de Manaus foi empregado para combate às chamas. Ao todo, segundo o Corpo de Bombeiros, 14 caminhões de combate a incêndio estavam no local e só naprimeira hora de tentativa de controle das chamas cerca de 100 mil litros de água foram empregados.

“Conseguimos conter o incêndio. Estamos na fase de rescaldo, para tentar evitar a reingnição. A operação durou em torno de três horas”, disse o subcomandante dos Bombeiros Militares do Amazonas.

Calamidade pública

O prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, estiveram ainda na noite de segunda e nas primeiras horas desta terça, na área atingida.

“Irei assinar um decreto de calamidade pública, para comprar com agilidade, sem a necessidade do burocrático processo de licitação, tudo o que for necessário, neste momento para ajudar estas famílias que perderam o pouco que tinham neste incêndio”, disse o prefeito.

Arthur destacou o pronto-atendimento das equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Defesa Civil Municipal, Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manautrans), Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e Fundo Manaus Solidária, que se deslocaram para o local do incêndio prestando o devido auxílio às vítimas e famílias desabrigadas pelo incêndio.

A primeira-dama fez um apelo para que a sociedade se mobilize neste momento, para ajudar as famílias desabrigadas pelo sinistro. “A missão do Fundo Manaus Solidária é justamente essa. Nós estamos aqui prontos para receber doações de roupas, de sapatos, remédios, colchões. Tudo é muito bem-vindo numa situação como essa”, salientou Elisabeth.

Veja vídeos do momento do incêndio: