Índices de estupros e violência contra crianças, mulheres e adolescentes crescem no AM

Um dos crimes que teve uma "explosão" de casos no início desse ano foi o de mulheres vítimas de violência doméstica na capital

Os primeiros números do ano sobre crimes violentos praticados no Amazonas apontam um aumento nos indicadores de vítimas de estupro, violência doméstica e crimes contra crianças e adolescentes no Estado. Apesar de estarmos em abril, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) só traz informações sobre os dois primeiros meses deste ano.

Levando-se em conta esses dados divulgados pela SSP-AM, foi observado um aumento da ocorrência de crimes nos meses de janeiro e fevereiro de 2022, em comparação com o mesmo período do ano passado.

O primeiro dado que apresentou aumento foi o número de estupros na capital amazonense. Em janeiro e fevereiro de 2022, foram registrados 43 e 52 casos, respectivamente, totalizando 95 casos somente nos primeiros dois primeiros meses do ano. Em comparação com o mesmo período de 2021, quando aconteceram 43 estupros em janeiro e 44 casos em fevereiro, totalizando,  87 casos no total, houve um aumento de 8 casos de estupros no ano de 2022.

Indo para o interior do estado, o número de estupros foi mais do que o dobro do ano passado. Nos dois primeiros meses de 2022, foram registrados 37 casos de estupro, enquanto que em 2021, foram 16 casos, revelando um aumento de 21 casos.

Um dos crimes que teve uma “explosão” de casos no início desse ano foi o de mulheres vítimas de violência doméstica na capital. Comparando os dados envolvendo lesão corporal (violência doméstica) e descumprimento de medida protetiva, em 2022 foram registrados 164 em janeiro e 198 em fevereiro, totalizando 362 casos somente nos primeiros dois meses do ano. No caso de 2021, o relatório da SSP-AM não registrou casos para lesões corporais e descumprimento de medida protetiva nos dois primeiros meses do ano.

Outro ponto que o relatório detalhou foi o aumento nos crimes contra crianças e adolescentes na capital. Em janeiro e fevereiro deste ano, foram registrados 442 e 456 casos, respectivamente, com 898 casos em dois meses. Já em 2021, Manaus registrou 311 e 365 casos nos dois primeiros meses do ano, com um total de 676 casos, com 222 casos a menos em comparação aos dados registrados neste ano de 2022.

Apesar do aumento da ocorrência de crimes no Amazonas são divulgadas diariamente informações ressaltando uma intensificação nas operações de segurança do Estado, com gastos de R$ 280 milhões de investimentos num programa lançado pelo governo de Wilson Lima de combate a criminalidade. o “Amazonas Mais Seguro”.