Instituto realiza seleção para bolsas de pós-graduação

daniel xavier-iapes

O Instituto Amazonense de Aprimoramento em Ensino de Saúde (Iapes) realiza, neste sábado, dia 9, a prova de seleção para bolsas de estudos no curso de Pós-Graduação em Fisioterapia Intensiva. Os candidatos com maior índice de aprovação na prova, poderão ter bolsas com descontos que vão de 10 a 50%.

A prova será na sede do Iapes, na Rua Berlim, 12, 3º Andar, Conj. Campos Elíseos, Planalto, às 9h. Mais informações entrar em contatos nos telefones (92) (92) 3343-7917 e 8425 6441.

De acordo com o diretor-presidente Iapes, o fisioterapeuta doutor Daniel Xavier, a área de fisioterapia intensiva em Manaus teve um aumento na demanda por profissionais.  “O profissional fisioterapeuta intensivista é aquele que, entre muitas funções, efetua manutenção da assistência ventilatória, além de intervenções terapêuticas em pacientes com diversas disfunções de sistemas orgânicos em UTIs”, destacou.

Daniel Xavier destaca que a legislação federal, que obriga a permanência de fisioterapeutas intensivistas nas UTIs começou a ser cumprida em Manaus e já está demandando um aumento de contratações.

As Resoluções RDC n°7 e nº 26 da Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa), está em vigor desde 2010 e estabelece os requisitos mínimos para o funcionamento das UTIs neonatais, pediátricas e adultas instaladas em hospitais públicos, privados ou filantrópicos – civis ou militares. “Muitas empresas e até mesmo o governo enfrenta dificuldade na hora de contratar porque a maioria dos fisioterapeutas não possui essa especialização, como determina a legislação”, disse.

Está será a 9º turma de Pós-Graduação em Fisioterapia Intensiva do Iapes, um dos cursos mais procurados pelos profissionais de Manaus e Região Norte do Brasil. De acordo com o diretor-presidente do Iapes, o fisioterapeuta doutor Daniel Xavier, o principal diferencial do curso são as aulas práticas oferecidas no decorrer da especialização.  “Além de toda a parte teórica que é fundamental, os alunos têm a vivência real da rotina  uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI)”, destaca Xavier.