Inter pega o Santos e tenta impedir disparada do Palmeiras

Sonhando com o título do Campeonato Brasileiro, o Internacional recebe o Santos nesta segunda-feira, às 20 horas, em seu estádio, o Beira-Rio, em Porto Alegre, no fechamento da 30.ª rodada da competição. O time gaúcho defende um tabu de 10 anos sem perder para a equipe paulista em casa e tenta deixar o Palmeiras não disparar na liderança.

Na classificação atual, o Internacional aparece em terceiro, atrás do Flamengo, que venceu o Paraná em Curitiba e “roubou” provisoriamente a segunda posição do time gaúcho, que soma 56 pontos e está a seis do Palmeiras. Assim, vencer o Santos em casa é fundamental para recuperar o segundo posto e não deixar o time alviverde abrir vantagem na ponta.

O time colorado se apoia no bom retrospecto no Beira-Rio, onde ainda não perdeu nesta edição da competição nacional. O Internacional, aliás, é o melhor mandante do torneio e contará novamente com o apoio de mais de 40 mil torcedores no estádio.

A equipe está reforçada para mais uma das nove “finais” que tem pela frente. O zagueiro Rodrigo Moledo foi liberado pelo departamento médico depois de se recuperar de uma lesão muscular na coxa esquerda e voltará ao time titular para formar a zaga com Victor Cuesta. O atacante Rossi também fica à disposição, mas deve começar no banco de reservas.

Possíveis ausências por terem ficado de fora de alguns treinamentos da equipe durante a semana, Rodrigo Dourado e Leandro Damião devem ser titulares, levando em conta a presença dos dois no último treinamento da equipe.

O primeiro era motivo de preocupação em razão de dores no pé, mas está livre do problema, enquanto que Damião foi preservado de uma atividade por precaução, já que voltou aos gramados na última partida depois de um intenso cronograma de recuperação. O único desfalque será o meia Camilo, que não aparece na lista de relacionados devido a um desconforto na panturrilha direita.

Com a volta de Moledo à retaguarda, Emerson Santos deixa a equipe. A outra mudança deve ser a saída de William Pottker, em má fase, para a entrada de D’Alessandro, que foi decisivo na última partida ao participar de todos os três gols no triunfo sobre o São Paulo por 3 a 1.

Fonte: Notícias ao Minuto