Anúncio Advertisement

Ipaam paralisa atividade em empresa que jogava resíduos no Lago do Mauá (ver vídeo)

Após denúncia de um morador feita através de um vídeo que circulou nas redes sociais, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) paralisou, nessa segunda-feira (22/01), a atividade de limpeza de filtros da empresa Eternal Indústria, Comércio e Serviços de Tratamento de Resíduos, localizada na comunidade Parque Mauá, no bairro Mauazinho, zona leste de Manaus, por descarte ilegal de resíduo líquido no Lago do Mauá.

O morador que fez a denúncia mostrou no vídeo, o descarte de produtos de líquidos de limpeza e óleo descartados no lago. De acordo com o gerente de fiscalização do Ipaam (Gefa), Abener Brandão, além de parar as atividades de limpeza de filtros, os fiscais do órgão coletaram a água do lago para realizar exames junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) para saber que tipo de produto a empresa estava usando e o dano ambiental que pode ter sido causado naquela região.

Multa – O gerente da Gefa informou, também, que a empresa tem dois dias para justificar, por escrito, ao Ipaam porque estava descartando o resíduo no lago e qual o produto utilizado naquela atividade. “A partir dai, dependendo das informações e dos exames da água coletada, o órgão poderá proceder com a aplicação de multa, a qual ainda deve ser calculada”, disse Abener Brandão.

Denúncia – Casos de suspeita de crime ambiental podem ser denunciados pelos telefones do Disque-Denúncia do Ipaam 2123-6715 e 2123-6729.