Irmão de Omar Aziz, Amin volta a ser preso pela PF por tentar ocultar provas

O irmão do ex-governador e atual senador Omar Aziz, Amin Aziz voltou a ser preso, na manhã desta quinta-feira (1), durante nova ação da Polícia Federal. A informação foi confirmada ao Radar pelo delegado Alexandre Teixeira. Segundo a PF, ele teria tentado ocultar provas para prejudicar a investigação da Operação Vertex.

A PF explicou que Amin, preso pela primeira vez no último dia 19, tinha conhecimento prévio da ação e se aproveitando disso, com o auxílio de uma outra pessoa, teria removido objetos de sua residência para atrapalhar a apuração policial.

“As medidas cautelares deferidas pela Justiça Federal, no interesse do Inquérito Policial que apura o caso, têm por objetivo contribuir para o esclarecimento dos fatos no que se refere às hipóteses criminais de vazamento de investigação sigilosa com o objetivo de prejudicar a eficácia da ação policial do dia 19/07/2019, e de embaraço à investigação sobre organização criminosa, por meio da ocultação/destruição de provas, além de outros possíveis crimes correlatos”, diz em nota.

Desde as primeiras horas de hoje, a PF estava nas ruas de Manaus para cumprir dois mandados de prisões temporárias e duas de busca e apreensão, nos bairros Cidade de Deus e Parque 10 de Novembro. Ainda não há informações de quem seria a segunda pessoa presa durante as diligências.

A ação é desdobramento da Operação Vertex, considerada a quinta fase da Operação Maus Caminhos, que investiga o desvio de mais de R$ 200 milhões da saúde do Amazonas.