Israel confirma primeiro caso de varíola dos macacos; 13 países já registraram a doença

o Ministério da Saúde informou que o homem, que teve contato com uma pessoa doente no exterior, apresenta sintomas leves da doença.

Foto: Montagem

Israel registrou nesse sábado (21) o primeiro caso de varíola dos macacos. O paciente é um homem de 30 anos que havia retornado de uma viagem pela Europa Ocidental, relatou um porta-voz do hospital Ichilov, em Tel Aviv.

Na última sexta-feira (20), o Ministério da Saúde informou que o homem, que teve contato com uma pessoa doente no exterior, apresenta sintomas leves da doença.

Em entrevista, o ministro da Saúde, Nitzan Horowitz, disse que algumas vacinas, principalmente para profissionais da saúde que tratam pacientes em potencial, devem ser compradas para evitar novas infecções. . “Isso não é uma pandemia, não é nada como o coronavírus”, disse ele.

Israel se tornou o 13º país a confirmar pelo menos um caso da doença. Até o momento, Reino Unido, Bélgica, França, Holanda, Alemanha, Itália, Suécia, Espanha, Portugal, Austrália, Estados Unidos e Canadá já registaram casos da doença.

A doença

A varíola dos macacos é uma doença zoonótica silvestre, ou seja, um vírus que contamina os macaco, mas que também pode ser transmitida para seres humanos.

A doença geralmente está presentes em algumas regiões florestais da África Ocidental e da África Central.