Japão se defende bem e Brasil vence “apenas” com pênalti de Neymar

Após a goleada de 5 x 1 sobre a Coreia do Sul na última quinta-feira (2/6), a Seleção Brasileira não encontrou a mesma facilidade contra o Japão, na manhã desta segunda-feira (6/6), no Estádio Olímpico de Tóquio. Os comandados de Tite dominaram as ações e a posse de bola, porém, encontraram um adversário extremamente fechado, se defendendo com 11 jogadores. O gol só saiu de pênalti, aos 31 do 2º tempo, em cobrança de Neymar, que foi um dos jogadores mais participativos do duelo.

O camisa 10 marcou o seu gol de número 74, o 9º contra o Japão, a maior vítima do atacante com a Amarelinha. Neymar também fica a três gols de Pelé em jogos válidos somente contra outras seleções.

A Seleção Brasileira tem mais dois compromissos até a estreia na Copa do Mundo do Catar, contra a Sérvia, no dia 24 de novembro. Enfrenta a Argentina, em setembro, em jogo remarcado das Eliminatórias; e fará outro jogo, com adversário e data a decidir.

O jogo

Fazendo valer toda sua superioridade técnica, não demorou para a Seleção Brasileira atacar e aparecer bem no ataque. Aos 2 minutos, Vinicius Jr. tocou para Neymar, já dentro da área. De costas, o camisa 10 acertou um passe de calcanhar para Lucas Paquetá, que chutou na trave do goleiro Gonda.

Com o passar do tempo, o Japão conseguiu equilibrar as ações, pelo menos em termos de posse de bola, sem no entanto conseguir criar ações mais agudas. As melhores oportunidades ficaram a cargo da Seleção Brasileira. Após uma boa jogada de Neymar pelo meio, Raphinha abriu pela direita e chutou fraco, rasteiro, para Gonda defender.

Apesar de o Brasil conseguir tocar a bola de qualidade até chegar na área adversária, o Japão se defendia forte e não apresentava boas oportunidades de conclusão para a Amarelinha.

2º tempo

Com o 0 x 0 no placar, a Seleção Brasileira se lançou ainda mais ao ataque, tornando o jogo em uma dinâmica “ataque x defesa”. Em uma das melhores oportunidades criadas pela Canarinho no começo do 2º tempo, os comandados de Tite conseguiram pegar os japoneses no contra-ataque, desarrumados. Casemiro encontrou Neymar com uma excelente bola enfiada. No entanto, o camisa 10 se enrolou na hora de dar continuidade para a jogada.

Se com a bola rolando estava difícil, o Brasil finalmente chegou ao primeiro gol com a bola parada. Após Neymar finalizar para a defesa de Gonda e Raphinha mandar uma bola na trave, Richarlison é derrubado na área. Na cobrança, Neymar marcou o seu gol de número 74 pela Seleção ficando a três de Pelé.

Nos minutos finais, o Japão ameaçou crescer na partida, chegando a dar um susto em Alisson, que teve que se livrar rapidamente da bola após recuo.