José Ricardo cobra providências da Susam sobre denúncias no João Lúcio

Foto: Divulgação

 

Diante do colapso na  saúde pública do Amazonas, que vem repercutindo nacionalmente, o deputado federal José Ricardo (PT/AM) encaminhou um ofício à Secretaria de Saúde do Estado (Susam) cobrando medidas sobre a denúncia no Hospital João Lúcio, cujo foi divulgado um vídeo em que mostra pacientes dividindo espaços com mortos, causando risco de proliferação da doença covid-19.

O parlamentar também encaminhou um documento aos Conselhos Estadual e Municipal de Saúde questionando a falta de profissionais para atender as demandas na área da saúde, no enfrentamento ao novo Coronavírus em Manaus.

“É muito grave a denúncia que vimos nesse vídeo que rodou o país e o mundo. E mais grave ainda são as declarações do governador do Estado, alertando que a situação pode piorar por falta de estrutura e, principalmente, de pessoal. O Amazonas está vivendo um verdadeiro caos. A impressão é que o Estado está perdido. Falta gestão e coordenação. A terceirização e os esquemas implantados pelos governantes, desde muito tempo, deixaram tudo um caos. Até hoje, vários enfermeiros não receberam seus salários. Muitos funcionários estão sem equipamentos de proteção. E a contaminação está crescendo. Tenho cobrado muitas providências, porque algo precisa ser feito. Estamos falando da saúde pública e de salvar vidas, que deve ser a prioridade máxima”, declarou José Ricardo, sugerindo ao Estado chamar o cadastro de reserva do último concurso da Susam e até convocar os agentes de endemias e de saúde demitidos, como forma de amenizar a falta de recursos humanos.

Em seu relato ao Governo, o deputado destaca que os hospitais de média e alta complexidade estão lotados e que a maioria dos pacientes que interna apresenta sintomas graves, como dificuldade para respirar e febre alta. Mas, a preocupação, segundo ele, ainda é grande, porque além dos casos de Covid -19, tem outras complicações que fazem parte da rotina, no atendimento de pacientes com traumas, e outras patologias que não devem ser ignoradas.

“Essa situação toda aumenta a vulnerabilidade de contaminação. E colocar corpos contaminados pelos corredores é uma situação grave e muito preocupante, o que nos leva a concluir que o vírus está circulando dentro dos hospitais sem o mínimo de cuidado, conforme preconizado nos protocolos de cuidados desta doença. Por isso, estamos cobrando medidas emergenciais”, disparou o parlamentar.

Com informações da assessoria.