José Ricardo diz que Bolsonaro está mentindo sobre o Programa Mais Médico

O deputado estadual José Ricardo (PT) criticou, nessa quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), a saída dos médicos cubanos do Programa Mais Médico que, segundo ele, prejudicará a população mais pobre do Estado. Para o parlamentar, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que ainda nem assumiu, está invertendo as coisas. “Muita mentira sobre o Programa Mais Médico está sendo disseminada pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL)”, disparou.

O deputado explicou que, Bolsonaro está colocando a culpa do prejuízo que o Brasil terá em Cuba e omitindo que sempre foi contrário a esse importante programa federal da área da saúde. Ele lembrou também que o presidente eleito, durante a campanha eleitoral, declarou que iria acabar com a presença de médicos cubanos no Brasil, quando assumisse a presidência do país.

Além disso, na Câmara dos Deputados, ele votou contra a criação do Programa Mais Médico e entrou até na Justiça para tentar impedir a continuidade dessa proposta. E colocou, ainda, em dúvida a capacidade e o profissionalismo dos médicos estrangeiros. Por conta, depois de tantas agressões verbais, o Governo Cubano decidiu encerrar o contrato com o Brasil, atingindo diretamente esse importante programa que salvou a vida de muitas pessoas pobre do país, principalmente da região norte.

“O fato é que o Amazonas vai ser gravemente prejudicado, pois vai perder quase 300 médicos que atuam no interior do estado, locais que antes não tinha médico nenhum, onde as condições de trabalho não são boas. Em Parintins, por exemplo, tem 13 médicos atendendo a 17 mil indígenas dos municípios do Baixo Amazonas. Desse total de médicos, 12 são cubanos que vão embora e que deixarão essa área desassistida”, destacou José Ricardo, que esteve este final de semana no município para fiscalizar os serviços públicos.

Com informações da assessoria do deputado.