Josué Neto diz que esvaziamento das sessões plenárias da Casa é fruto de chantagem do governador (ver vídeo)

Foto: Reprodução

Diante de mais uma sessão plenária sem o quórum regimental – número de deputados necessário para a votação dos projetos em pauta -, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Josué Neto, ocupou nessa quarta-feira a tribuna e, em tom de indignação, disse que o esvaziamento das sessões da Casa Legislativa é consequência de chantagem feita pelo governador Wilson Lima com os deputados do Poder Legislativo. (ver vídeo no final da matéria)

“A classe política está sendo chantageada. O procedimento mafioso que existe no governo do Estado. Ele (Wilson Lima) consegue chantagear todo mundo. Ele consegue pegar no pulso das pessoas e chantagear. Quem quer se rebelar, – ele Wilson Lima diz – volte aqui beija a minha mão, literalmente já foi falado isso pra deputado aqui nessa Casa. Essa é a atitude mais bonita da máfia, se é que se pode dizer isso, mas que gera uma humilhação aos chantageados. A classe política hoje é chantageada por essa máfia, por essa vergonha que mata as pessoas do Amazonas todos os dias”, denunciou o presidente do Poder Legislativo.

Num discurso muito duro, Josué Neto, disse que assim como Wilson Lima chantageia as pessoas, também é chantageado por sua “quadrilha”. “Ele (Wilson Lima) já quis em algum momento se desvencilhar, mas quando percebeu que não tinha como se desvencilhar, ele se quedou a quadrilha, aos mafiosos que mandam nele e agora ele coloca essa Casa como peça de chantagem”, disse Josué, fazendo um apelo aos colegas de Parlamento.

“Eu peço aos deputados do Amazonas que não façam isso com o povo do Estado, não entreguem essa Casa ao Senhor governador, a maior vergonha desse Estado”, disse Josué Neto.